Degustação: O que é a Taça ISO?

Mais uma dica para os amigos. Esta é a taça ISO, utilizada por Sommeliers de todo mundo para degustação. O curioso é que se trata de uma taça universal, que funciona bem para qualquer tipo de vinho.

VERSATILIDADE

iStock-494807824-1180x517

ATUALIZADO (20/03/2017) – Esse foi um dos primeiros posts do blog e isso já tem quase 1 ano. Nesse meio tempo, fiz muitos cursos, decidi me profissionalizar como Sommelier e, hoje em dia, tenho minhas ISO de cristal e adoro . Estou descobrindo que litragem não tem a ver com quantidade e sim com variedade. Sendo assim, considero a taça ISO um acessório bem legal para quem deseja apenas degustar um rótulo – sentir seus aromas, visualizar as nuances, enfim…Na minha caminhada no mundo do vinho, a ISO se tornou supernecessária!

HISTÓRICO DA TAÇA ISO

Criada em 1970, a taça ISO (International Standards Organization) é uma espécie de taça coringa, que funciona para todos os tipos de vinho. É muito utilizada para degustações técnicas, para que possa ser mantida uma referência entre diversos tipos de fermentado. Por isso mesmo, ela pode ser um dos melhores modelos para começar o seu acervo. É relativamente pequena e totalmente cristalina. Seu bojo é maior e ela é fechada na parte de cima. É boa especialmente para a parte aromática.

Alguns relatos históricos indicam o francês Jules Chauvet como o criador da taça conhecida atualmente como ISO. Chauvet era químico, vinicultor e grande degustador e, entre suas inúmeras experiências, estava o desenvolvimento dessa taça universal. Chauvet também estipulou possíveis medidas e capacidade de volume total, além da quantidade de vinho ideal a ser servido para realçar as percepções aromáticas do vinho.

EXPERIÊNCIAS

Logo, em tempos de crise, se você não têm grana para investir em taças específicas para cada vinho, basta adquirir a ISO.

iso
Esta, da Cisper, custou apenas R$6,50 no supermercado Pomar, em Niterói.

Confesso que logo de cara notei muitas diferenças entre se degustar um rótulo com uma ISO e com uma Bordeaux comum, própria para tintos, sobretudo no que diz respeito à parte aromática. A ISO faz com que os aromas se volatizem com mais facilidade, impregnando o nariz, trazendo ainda mais tipicidade para o vinho. Por isso, sempre que vou realizar uma degustação técnica, lanço mão da ISO.


Então é isso, enoamigos! O friozinho, aos poucos, está se mostrando. Afinal, hoje é o primeiro dia do Outono, uma das minhas estações favoritas (junta com o inverno). Aliás, todos os amantes dos tintos passam o ano ansiosos por essa queda de temperatura.

Ótima semana para todos! Bons vinhos! Degustações memoráveis! Tim-Tim!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s