Degustação:L’Opale De La Presqu’île

Sempre ouvi falar dos rosés da Provence e, graças à Wine in Packtive oportunidade de degustar um para analisar para vocês. A loja virtual oferece alguns dos melhores rosés da região, conhecida por seu terroir destinado essencialmente para este tipo de vinho, que combina superbem com lugares quentes. Ou seja, para tomar geladinho na beira da piscina, ao lado de pessoas especiais.

Provence_1

Há alguns anos atrás, o rosé teve uma queda de vendas no Brasil. Muitos o taxavam de “vinho para mulher”. Puro preconceito. O tempo passou e muita coisa mudou nesta área. Os enófilos compreenderam que, além de leve, como um vinho branco, o rosé possui a vantagem de uma discreta tanicidade, preenchendo uma  lacuna de harmonização entre tintos e brancos.

Entre as razões para se apaixonar por um rosé da Provence, está a própria região em si. Localizada no sul da França, está rodeada por praias famosas, como Saint Tropez, e belas paisagens, repletas de campos de lavandas.

provence-725856_640
Campos de Lavanda na região da Provence

Voltando ao vinho, para começar, amei a garrafa! É charmosa, quase como um frasco de perfume. E transparente, óbvio, para exibir a cor da bebida. Aliás, é uma coloração que nunca vi em outros rosés, com exceção do espumante Chandon Passion. É um salmão, com reflexos alaranjados. Na taça fica algo de lindo! No nariz, L’Opale de la Presqu’île possui notas de pêssegos, além de frutas vermelhas, como morangos e cerejas. Trata-se de um vinho perfumado, que apesar do cheiro adocicado, na boca é seco, com acidez e tanicidade no ponto certo. Um exemplar da vinha ao vinho, que traz o melhor de seu terroir para produzir um rosé agradável, como se espera que um Provence deva ser, tanto que possui selo AOP (Denominação de Origem Protegida de Côtes de Provence). O final é redondo e completo.

Conforme já falei por aqui, o destaque da Wine in Pack fica por conta dos brindes. Ao adquirir seu vinho no site, você pode escolher entre algumas “cositas” úteis para qualquer apreciador do néctar de Baco. Eu ganhei um termômetro que atesta a temperatura do vinho, a fim de que possamos ter a certeza de que este dará tudo de si em termos de aromas e paladar. O L’Opale de la Presqu’île, por exemplo, é para ser servido entre 8 e 10ºc.

provence_termometro
Termômetro: aguardando atingir a temperatura ideal para a degustação

Enfim, eu amei a experiência e recomendo! Ainda mais nesses dias de calor intenso, que ainda bem, estão com os dias contados. Aí, iremos para os tintos! Vinhos em todas as estações do ano é uma das melhores coisas da vida. Santé!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s