Coravin e Outras Soluções Para Conservar Seu Vinho Depois de Aberto

Imagine a seguinte situação:  você e seu amor estão dividindo aquele tinto superespecial. E eis que, no fim do jantar, ambos percebem que não beberam toda a garrafa, tendo ainda sobrado vinho na mesma (é inacreditável, mas de vez em quando isso acontece).

Sabemos que alguns vinhos duram no máximo um dia após abertos. Em seguida, com a constante entrada de oxigênio, a bebida perde suas melhores qualidades. Então, o que fazer? Armazenar na geladeira? Jogar fora? Usar naquela receita de rosbife?

Vila Vinífera foi à caça de soluções. Descobrimos táticas que vão da simplicidade à inovação. Entre elas, estão acessórios arrojados, sendo que muitos deles ainda não estão disponíveis no Brasil. Ou seja, uma boa oportunidade para fazer encomendas para os amigos viajantes.

1- Empurre a Rolha de Volta Para a Garrafa: 

Prós: Essa é uma das táticas mais utilizadas. Acredite, muitos vinhos se beneficiam com esse contato direto com o oxigênio. A rápida oxidação que ocorre em um período de 24 horas costuma suavizar tintos encorpados, de taninos muito apurados e acidez elevada. Isso é facilmente notado em vinhos jovens do Velho Mundo, oriundos da França, Itália e Espanha. Vinhos de sobremesa, como Sauternes, Barsac e Tokaji também se dão bem com essa prática, sobretudo porque seu alto teor de açúcar se suaviza com a oxidação.

wine-96230_640 (1)

Contras: Nem todo vinho pode ficar em contato com o ar por tanto tempo. Logo, este método não é indicado para tintos delicados, como Pinot Noir, ou exemplares envelhecidos, haja vista que esses vinhos tendem a se danificar rapidamente numa oxidação prolongada e, uma vez abertos, requerem cuidados.

2 – Utilize Uma Jarra Vedadora (Savino):

Juro que antes de realizar as pesquisas para esse artigo eu nunca tinha visto uma jarra dessas, inclusive ainda não sei se tem disponível para venda no Brasil. O nome dela é “Savino”. Acredito que tenha a ver com “save wine”, guardar o vinho. Ela possui uma espécie de “mini-boia” dentro (atente-se para a imagem a seguir). É muito interessante e está disponível no site da Amazon. Caso você tenha algum amigo morando nos EUA ou que possa trazer um para você, é uma boa opção.

Savino-Wine-Saving-Carafe
Jarra Savino

Prós: a jarra Savino funciona criando uma barreira entre o vinho e o ar, graças ao auxílio de uma boia que flutua sobre o líquido. Em vinícolas há tanques de inox que utilizam esse mesmo sistema, com uma tampa que flutua sobre a superfície do vinho.

Contras: em tempo de alta do dólar, o valor é um pouco salgado. Na Amazon, a Savino custa U$24,95, mas há exemplares com o dobro desse valor. Outra desvantagem é que a jarra se desdobra em 5 componentes após o uso. Se você for do tipo que encara uma pia de louça numa boa, a Savino é uma ótima opção.

3 – Spray Próprio Para Conservar o Vinho

Prós: Mais um solução importada e cheia de tecnologia. Trata-se de um spray que injeta uma mistura de gases inertes, como nitrogênio, argônio e dióxido de carbono que, por serem mais pesados que o ar, ao serem pulverizados diretamente em um garrafa aberta, forçam o ar para fora. É uma solução simples e eficaz, já que as latas de argônio costumam durar bastante, dando uma sobrevida de 2 a 3 dias para a bebida após aberta. Também disponível na Amazon, por U$9,69.

spray
Spray Para Preservar o Vinho

Contras:  Nem tudo são flores. Parece que, mesmo cheia, tem-se a sensação de que a lata está sempre vazia. Outro fator é que por mais que você injete os gases na garrafa, não dá para saber se a quantidade é suficiente para expulsar todo o oxigênio para fora.

4 – O Coravin – Deguste Seu Vinho Sem Remover a Rolha 

Prós:  É a última palavra em acessórios para vinho e está na capa da Revista Adega de maio/2016. Trata-se do método revolucionário para degustar vinhos preservando o conteúdo da garrafa. Criado por Greg Lambrecht, um inventor de dispositivos médicos, o Coravin introduz uma agulha na rolha de cortiça para acessar o vinho.

A garrafa, em seguida, é pressurizada com argônio, um gás inerte existente no ar que respiramos. Uma vez que a garrafa está sendo pressurizada, o vinho passa através da agulha e é despejado diretamente na sua taça. A agulha é removida e a rolha se veda naturalmente. Não é feitiçaria, é tecnologia! O vinho restante continua a envelhecer e evoluir, pois nunca teve contato com o oxigênio.

Você pode continuar bebendo aquele seu super-vinho durante dias, semanas ou meses, sem remover a rolha do mesmo. Muito bacana mesmo, nunca tinha visto algo igual! Aqui no Brasil, o Coravin se encontra à venda no site da Concept Importados.

Contras: Apesar de ser o máximo, infelizmente não tenho coragem de dar R$4.279,00 em um Coravin. Sem falar que seu uso requer prática, paciência e até um pouco de técnica para empurrar o botão várias vezes até que o filete de vinho atinja a taça.

O post de hoje foi a alegria dos enófilos de plantão, hein? O mais legal foi que, pesquisando sobre algo que julgava simples, tive oportunidade de me deparar com diversas inovações em acessórios para vinhos. Coisas que eu nem imaginava que existiam. Adorei escrever esse artigo e espero que vocês também tenham curtido.

2 comentários em “Coravin e Outras Soluções Para Conservar Seu Vinho Depois de Aberto

  1. Utilizo o Coravin faz já alguns meses. Permita-me que discorde qto a requerer prática para a sua utilização, bem pelo contrário uma das mais valias que lhe encontro é tb a simplicidade de processos. Saúde e continuação do excelente trabalho.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s