6 Pecados mais Comuns entre os Apreciadores de Vinhos

Em se tratando de vinhos, certos detalhes são fundamentais para que possamos extrair o máximo do que o fermentado tem a oferecer. Acontece que, às vezes, mesmo que ingenuamente, acabamos por cometer erros que prejudicam a nossa apreciação. Não importa se você é iniciante ou experiente, provavelmente em algum momento da vida você deve ter passado por algum desses deslizes:

1.Encher A Taça Até A Borda: Amigo, vinho não é cerveja. Só porque algumas taças comportam uma garrafa inteira, não quer dizer que você deva preencher a sua totalmente. Difícil degustar o vinho numa taça tão pesada, não é mesmo? Ao invés disso, que tal encher apenas 1/3 da mesma? Assim, você poderá girá-la e liberar todos os aromas, potencializando a sua experiência.

4925890276_d032a7469e

2. Segurar a Taça pelo Bojo: Essa eu acho que é óbvia para a maioria dos amantes do vinho. Nunca segure sua taça pelo bojo e, sim, pela haste. Por que? Simples! O calor das suas mãos irá esquentar o líquido e impedir que você desfrute da bebida na temperatura correta. Desta forma, o vinho se mostra, libera seus aromas e dá tudo de si. Nunca se esqueça de que o fermentado é vivo e evolui a cada minuto.

girl-1064664_640

3. Escolher Seu Vinho Por Causa do Rótulo: Gente, esse é um erro que volta e meia me vejo cometendo. Escolho meu exemplar pelo rótulo, pela garrafa… Como boa publicitária, acabo sendo seduzida pela beleza do produto. Para mim, vinho é arte em todos os aspectos, inclusive em seu cartão de visitas. Porém, as chances de acabar errando na escolha são grandes. Por isso, procure saber um pouco mais sobre o rótulo antes da compra, a fim de não se surpreender negativamente.

14330721472_d543940e70_z4. Beber Sempre O Mesmo Vinho: Abra a sua mente! Tudo bem, que você bebeu aquele vinho maravilhoso e tem medo de se arriscar com outro rótulo. Mas uma das coisas mais legais do mundo de Baco é a enorme variedade de castas de uvas e estilos. Também não vale se prender às mesmas cepas e regiões, tipo: “Só bebo Chardonnay da Borgonha”. Você está perdendo uma chance única de descobrir preferências que você nunca imaginou que teria.

8328840277_bea4d449fa_z

5. Transgredir regras clássicas de harmonização: Certas diretrizes de combinações entre vinho e comida são bem tradicionais. E não estou falando de nada específico. Carne vermelha com vinho tinto e frutos do mar com brancos já é um começo. Isso não quer dizer que todas as regras são absolutas. Afinal, como já falei dezenas de vezes, vinho é questão de gosto pessoal. Mas, em um jantar para convidados ou algo do gênero, melhor não arriscar, certo? Afinal, todas essas combinações já foram testadas e aprovadas por profissionais do ramo, com o intuito de atender a paladares bastante diversificados.

4528608020_b521d933ba_z

6. Beber Muito Rápido: Essa acho que todo mundo fez alguma vez na vida. Eu mesma me pego diversas vezes cometendo esse deslize. Às vezes o vinho é tão bom, que você se esquece de degustá-lo e, literalmente, bebe! Respire fundo, conte até 10 e aprecie os aromas, o rótulo da garrafa, o terroir, as cores, os sabores. Acredite: sua experiência será bem mais prazerosa.

4520611026_703aef94ea

Lembrem-se de que nem toda regra deve ser seguida ao pé da letra. Essas são apenas sugestões para que você aprecie o néctar dos deuses em sua melhor forma. Assim, poderemos demonstrar totalmente a nossa paixão pelo vinho. Que tal colocar em prática logo hoje?

Feliz 2017! Bons vinhos e Tim-Tim!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s