Vinhos de Primavera: As Cores e Os Sabores da Meia-Estação

Num país de tintos, é comum os enófilos terem dúvidas sobre o que beber na primavera. Até porque o tempo anda meio maluco mesmo. Aqui no Sudeste, ora faz frio, ora calor e em certas ocasiões a temperatura está agradável. Ou seja, às vezes aquele tinto mega encorpado acaba não descendo bem ou deixando de combinar com aquele prato leve, que é a cara da meia-estação.

14063264033_8e69199707

Fato que ainda hoje exista um certo preconceito quanto a brancos e rosés. Mas, amigo, deixe essa ideia de lado e descubra como desfrutar de um belo dia de sol ao lado de um desses exemplares. Como vocês bem sabem, eu admiro demais aquele apreciador que ousa sair fora da caixinha, provando e aprovando essas delícias. Afinal, costumo dizer que há um tipo de vinho para cada momento. E você está prestes a desvendar esses segredos.

RENDA-SE AOS VINHOS ROSÉS

Por isso, quando penso em Primavera, logo me vem à mente uma taça de rosé bem geladinho. O tom, combina com os das mais lindas flores. Pink, Salmão, Cor-de-Rosa… não importa! O que vale mesmo é que fica perfeito com a estação e receitas leves e alegres, à base de frutos do mar, aves e legumes.

deco-1435319_640

As opções de rosados são inúmeras: os Malbecs Argentinos, os da Provence, Vale do Loire, Espanhóis (de Navarra) e até exemplares brasileiríssimos, do Vale dos Vinhedos. Escolha o seu favorito e curta em boa companhia.

INVISTA NO ESPUMANTE E FAÇA DE CADA DIA UMA CELEBRAÇÃO 

Ah, as flores, as cores, borboletas, natureza! A primavera traz motivos de sobra para brindar à vida. Sendo assim, que tal curtir os dias em grande estilo, com deliciosas borbulhas? Para mim, espumante não deve ser apenas para as comemorações. Na Primavera/ Verão, sem dúvida é o vinho que mais consumo. Minha adega não fica sem, de jeito nenhum!

strawberry-1209795_640

Até porque nós, brasileiros, dispomos de alguns dos melhores exemplares do mundo quando se trata de efervescência. Meus favoritos são os da Miolo, Casa Valduga e Cave Geisse (originária de Pinto Bandeira, eles fazem um 100% Pinot Noir divino). Adoro o Brut Rosé, mas de vez em quando gosto de variar com um branco. Se for Chardonnay, então, já tem lugar marcado no meu coração.

CHEGOU A HORA DE DESFRUTAR DE UM BOM VINHO BRANCO

Os brancos também combinam muito com a meia-estação. Costumam ser frescos, leves e aromáticos. Simplesmente tudo a ver com o nosso clima tropical. Eu curto todos, mas os da casta Sauvignon Blanc são meus favoritos. Porém, há momentos que pedem um Chardonnay, que vai superbem com queijos variados (sim, eu sou apaixonada por queijos e saboreio o ano todo, não apenas no inverno).

wine and grapevine

Porém, apreciar um bom vinho branco exige um serviço correto. Taças ovaladas ajudam a bebida a liberar seus aromas e a temperatura certa é superimportante para que ele mostre todo o seu frescor.

Se você pretende se aventurar em um rótulo de sobremesa, uma dica que combina com a Primavera é o italiano Moscato D’Asti. Trata-se de um exemplar adocicado, com leve efervescência e que harmoniza maravilhosamente com frutas frescas, como morangos maduros, igualmente docinhos.

E PODE VINHO TINTO? POR QUE NÃO?

Você deve estar pensando agora, “Poxa, a menina tenta me convencer a provar outros vinhos e agora me vem falar de tinto?” Pois é, só para mostrar que o nosso néctar é uma das bebidas mais democráticas que existe. Se você é um amante inveterado de tintos, não precisa abrir mão dele. Apenas procure optar por rótulos mais leves, como Merlot, Pinot Noir e Carmenére. São vinhos mais macios e fáceis de beber, sem pesar ou esquentar num dia mais ameno.

SERVIR O VINHO NA TEMPERATURA CORRETA É FUNDAMENTAL

Essa é uma dica para qualquer época do ano, porém, mais ainda na Primavera/Verão. Ao servir o vinho na temperatura correta, as chances de que o mesmo dê tudo de si são ainda maiores. Os aromas são mais fragrantes e a apreciação se torna ainda mais agradável e satisfatória.

17977029216_2c5a00a068

Por exemplo, em se tratando de um tinto, não dê ouvidos àqueles que afirmam que o ideal é “servir na temperatura ambiente”. Em um clima como o nosso, no qual as temperaturas chegam facilmente aos 30º, o resultado poderá ser, no mínimo, desastroso.

Confira as temperaturas ideais para cada estilo de vinho:

Espumantes e champanhes secos e doces : de 6° a 8°C
Brancos leves: de 6° a 8°C
Brancos de médio corpo: de 9° a 11°C
Brancos encorpados e licorosos: de 10° a 12°C
Roses: de 6° a 8°C
Tintos leves: de 10° a 12°C
Tintos de médio corpo: de 14° a 15°C
Tintos encorpados e envelhecidos: de 17° a 18°C


Espero que esse artigo tenha lhe incentivado a descobrir novos sabores e desfrutar do vinho em todas as estações do ano, não apenas no inverno. Invente receitas, combinações para cada rótulo. Brinque com as cores, sabores… e aproveite as estações mais quentes até a última gota!
Boa terça! Bons vinhos! Tim-Tim!

Um comentário em “Vinhos de Primavera: As Cores e Os Sabores da Meia-Estação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s