7 Segredos Para Que Uma Garrafa de Vinho Sobreviva aos Dias de Calor

Vinho e calor nunca se deram bem. Não importa se é uma garrafa de Malbec, que está esperando para ser aberta na cozinha, ou uma de Chardonnay degustada pela metade. Quando se trata de termômetros beirando os 40º, ambas correm perigo!

4405741154_e9aac00dea_z

Confira, a seguir, alguns conselhos dos especialistas para cuidar dos vinhos naqueles momentos em que não temos uma adega climatizada à disposição.

  1. Quando faz muito calor, podemos guardar todos os vinhos na geladeira, desde que sejam para serem consumidos num curto prazo (naquela casa que você alugou para o feriado, por exemplo). Se não sabemos quando os vinhos serão degustados, convém encontrar um lugar fresco e bem escurinho, onde serão posicionados na horizontal, independente se são tintos, brancos ou espumantes.

2. Magdalena Pesce, Gerente de Marketing e Comunicação da Wines of Argentina, recomenda que, na geladeira, se posicione as garrafas nas prateleiras superiores. “É o melhor para os brancos e espumantes, pois mantém a temperatura mínima de 8ºC, ideal para a degustação desses exemplares. “O ideal é refrigerá-las 24 horas antes de abri-las. Nem um minuto a mais”, explica Magdalena.

vinos-2343969w640

3. Se no momento de ser consumido o tinto não estiver na temperatura ideal (entre 16°C e 18°C) ou se faz muito calor no ambiente, o melhor é deixar o mesmo esfriar por 45 minutos na geladeira. “Se possível, na prateleira da porta, visto que é o lugar onde faz menos frio”, detalha o enólogo Vicente Garzia, da Luigi Bosca. Aqui em casa, por exemplo, quando a vontade de degustar um tinto é grande, eu ligo o ar-condicionado (rs). Ou seja, calor nunca deverá ser desculpa para curtir uma boa taça de vinho.

4. Se as garrafas já estão abertas é geladeira, sem discussão! Mesmo que os espumantes consigam manter suas características entre 24 e 36 horas, os tintos mais encorpados devem durar, em média, até 5 dias, e os brancos leves perderão seu corpo em apenas 2 dias (no caso de exemplares mais complexos, como o Chardonnay, é possível ampliar esse prazo por até 4 dias).

8991050597_54861f23c1_z

5. Quando se trata de garrafas fechadas, se desejarmos que as bebidas amadureçam e melhorem com o tempo, o ideal é dispor de uma adega climatizada. Porém, se não der, é essencial encontrar um lugar na casa com temperatura fresca, que não ultrapasse os 14ºC. Aqui no Vila eu costumo recomendar que se posicione as garrafas na horizontal no chão mesmo, desde que o piso seja frio. Sabe aquele cantinho que não bate muita luz? É perfeito para isso! “Um espaço escuro, com pouca umidade e que não sofra mudanças de temperatura e nem tenha luz direta”, segundo Federico Bussoli, Gerente de Marketing da Vinícola Escorihuela Gascón. 

6. Outra dica é que o lugar deve estar longe da cozinha. Esse lugar pode ser um armário ou abaixo de uma escada.  “Um armário no banheiro, por exemplo, é uma péssima opção, visto que se trata de um lugar de muita umidade, que pode estragar o vinho” acrescenta Magdalena Pesce.

27239680910_5548b10332

7. Você sabia que há muito mais chances de uma garrafa de espumante explodir por conta do frio que do calor?  Se a esquecemos no freezer, assim como ocorre com a cerveja, o líquido com gás carbônico se congela e se expande, quebrando a garrafa”, explica Vicente Garzia.


Então é isso, galera da enofilia! Em se tratando da proximidade com o Carnaval, estas são dicas supervaliosas, sobretudo se você for viajar, ou levar seus vinhos para algum outro evento de folia.

Boa semana! Ótimos vinhos! Tim-Tim!

Referência: La Nación

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s