Beaujolais Brasileiro: Miolo Gamay Noveau 2017

No último dia 17 de abril, uma chuvosa segunda-feira, estive presente no lançamento da primeira safra de 2017 do Grupo Miolo, o já tradicional Gamay Noveau. O encontro foi intimista e rolou no Lorenzo, um aconchegante bistrô carioca, situado no bairro Jardim Botânico.

17991861_1436933072996152_7610111326171618534_n

O clima foi descontraído, assim como o vinho, um tinto fresco e leve, servido a uma temperatura média de 10ºC, ideal para o nosso clima. Talvez seja por isso que nem me surpreendi quando o próprio Alexandre Miolo nos revelou que o Rio de Janeiro é o segundo estado brasileiro que mais consome o Gamay da vinícola, perdendo apenas para o Rio Grande do Sul.

E, enoamigos, preciso falar: um produto brasileiro que não perde para nenhum Beaujolais legítimo! Leve, jovem, aromático e com 11% de teor alcóolico, é perfeito para acompanhar um bom bate-papo regado a queijos. Se for um Emmental, então, melhor ainda! (sugestão do Daniel, enólogo da vinícola).

CONCEITO BEAUJOLAIS NOVEAU

Como já mencionei para vocês, o vinho segue o conceito  francês ‘beaujolais nouveau’, que marca na França e em mais de 200 países a chegada da nova safra. Também de inspiração francesa é seu modo de elaboração através do processo de maceração carbônica, utilizado na região do Beaujolais (que sim, faz parte da Borgonha.), o que confere um sabor único e irresistível ao vinho.

17951966_1436932662996193_8724138580683062022_n

Fomos buscar na arte contemporânea as cores e formas para festejarmos o primeiro vinho da safra! Elaborado com as uvas da variedade Gamay, é excelente para harmonizar com peixes, carnes e queijos. Como é leve e fresco, também é perfeito para embalar um final de tarde entre amigos, explica Adriano Miolo, superintendente do grupo.

O Gamay Nouveau da Miolo já se tornou uma tradição, visto que é produzido em todas as safras desde 1994 (quando era apenas um Gamay da Linha Reserva). No início, o vinho era elaborado no próprio Vale dos Vinhedos, mas depois de um tempo, a sua produção foi direcionada para o terroir da Miolo na Campanha Gaúcha (onde se localiza o projeto Quinta do Seival, com castas portuguesas), uma região que tem chamado a atenção por seus fermentados de expressão bem interessante. 

EDIÇÕES ANTERIORES

Apesar do Gamay ser produzido pela Miolo desde 94, foi em 2008 que ele recebeu ares de Noveau, visto que foi nesse ano que a vinícola passou a realizar os lançamentos, com direito a belos rótulos de autoria de artistas renomados. Em se tratando de um vinho com produção limitada de garrafas, arrisco dizer que são verdadeiras peças decorativas, coisa de colecionador mesmo. Lindas de viver!

gamay_noveau_ediçãoanteriores

A safra 2017 é igualmente bela, inspirada na arte contemporânea. Contudo, desta vez a Miolo deixou o rótulo a cargo de uma agência. E, sim, ficou igualmente lindo e expressou exatamente o frescor desse vinho, que deve ser bebido jovem, de preferência no ano da colheita.

VINIFICAÇÃO: MACERAÇÃO CARBÔNICA

Muitos de vocês já devem ter ouvido falar do método de Maceração Carbônica, utilizado nos melhores Beaujolais do mundo. Sabe como é? Na maceração carbônica, ocorre a transformação do açúcar contido nas uvas inteiras – ou seja, não esmagadas – em álcool sem a ação de leveduras. Cachos inteiros de uvas são dispostos no tanque de fermentação, tomando-se o cuidado para que as frutas não estejam partidas, não estejam com sua pele rompida. No Miolo Gamay Noveau, a “primeira fermentação” em maceração carbônica dura de 5 a 7 dias.

Após a maceração, a Prensagem é realizada em prensa pneumática, com as uvas inteiras. – O vinho flor e o vinho prensa fazem juntos a “segunda fermentação” a uma temperatura controlada de 18 a 20°C, em tanque de aço inoxidável.

Em seguida, há uma Fermentação malolática espontânea, seguida de  Filtração e estabilização tartárica a frio. Para ser Noveau, ele deve ser engarrafado logo em março. Por isso, o lançamento em todo o país se dá normalmente no período da Páscoa.

NOTAS DE PROVA

Então, pessoal! Fiz uma degustação rápida, com meu caderninho em mãos, para vocês terem uma ideia do que estou falando sobre esse vinho, que foi uma surpresa superpositiva. Vamos lá!

17991262_1436933099662816_8441693761521960320_n

  • Visual: Vermelho-rubi médio, com reflexos violáceos.

  • Olfativo: Frutas vermelhas, com destaque para morangos, framboesas e cerejas. Há uma nuance de banana, própria da maceração carbônica. Porém, é bem discreta e só é notada após a explosão de frutos vermelhos que antecede.

  • Gustativo: Na boca, é leve e pouco tânico, desce fácil e tem final bem agradável, sendo que as frutas vermelhas também estão bem presentes. Maravilhoso!


Então é isso, enoamigos! O Miolo Gamay Noveau 2017 já está à venda nos supermercados e melhores lojas do ramo. Ou, então, se preferir, aqui na loja virtual da própria vinícola.

Sabe aqueles dias de meia estação, nem calor nem frio? São perfeitos para o Gamay Noveau! Ou seja, já o elegi como o vinho oficial do outono aqui em casa.

Até a próxima! Ótimos Vinhos! Tim-Tim!

Referências: Fotos de autoria de Chico Cineasta (Vinhos Pelo Mundo)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s