Wine Drinks: A História da Sangria

Sem dúvida, a Sangria é um dos drinks mais populares entre os brasileiros. Só perde para a caipirinha! E, sim, ela é feita com o nosso néctar de Baco. Quando criança, tenho lembranças de ir a restaurantes com meus pais e vê-los pedir sangria, numa época em que os vinhos finos tinham o preço elevado e a alternativa para essa delícia era o bom e velho vinho de garrafão.

 

Pois bem, os tempos são outros (que bom!) e as sangrias se sofisticaram. Hoje em dia, desfrutamos de sangrias de vinhos tintos, rosés, branco (o famoso Clericot) e até azul, que virou moda na Europa. E vocês conhecem a história desse clássico Wine Drink?

sangria2

Bora descobrir!

Durante anos, a sangria tradicional ocupava das toalhas xadrez de piquenique aos restaurantes com mesas ao ar livre. Afinal, esse drink  tem o poder de se adaptar a qualquer ocasião. A receita clássica, todo mundo sabe. Basta misturar seu vinho favorito a qualquer ingrediente a mão, os mais emblemáticos são frutas e ervas aromáticas.

COMEÇOU COM GREGOS E ROMANOS

Sangria é um nome espanhol. E, realmente, se trata de um dos coquetéis mais tradicionais da terra de Cervantes. Porém, os primeiros a misturar seu vinho com açúcar, especiarias, frutas e tudo o mais que estivesse disponível foram os gregos e os romanos. Na época, essa bebida era chamada de “Hipócrates” e às vezes era aquecido como vinho quente. O Hipócrates é provavelmente um antepassado comum entre a sangria e o vinho quente e foi consumido em todos os lugares em que a água era infestada de bactérias e insegura para beber.

sangria2 (1)

Ou seja, um toque de álcool deixava o líquido “bebível” e misturar frutas e especiarias diluía o vinho ao mesmo tempo que dava sabor. Na Espanha moderna, o povo fazia algo semelhante com o néctar de videiras plantadas pelos fenícios em torno de 1.100 a.c e, posteriormente, com as vinhas plantadas pelos romanos. 

ATÉ QUE ENFIM, ESPANHA!

Porém, nos anos 700, o negócio do vinho espanhol e, de quebra, o negócio da sangria espanhola, caíram por terra. Os mouros islâmicos conquistaram a península em 711 e a Sangria não retornou até que a invasão dos mouros terminou em 1492. A partir daí, com o retorno do vinho, houve o retorno da sangria.

O nome Sangria, em espanhol, tem a ver mesmo com sangue e se refere ao vinho tinto utilizado na bebida. Tradicionalmente, ela era elaborada com Tempranillo espanhol, entre outros vinhos da região da Rioja. Mas, apesar disso, é fato que existem vários estilos de sangria e até hoje o povo solta a criatividade. 

FRANÇA, INGLATERRA E PRONTO! A SANGRIA GANHA O MUNDO!

Logo, nos anos 1700 e 1800, outros tipos de sangria foram criados na Inglaterra e na França, com uvas tradicionalmente francesas. Havia sangria de vinho branco, espumante e a elaborada com pêssegos, chamada “Zurra”. A bebida, em todos os seus estilos, teve, ainda, flashes de popularidade nos EUA, sobretudo em restaurantes espanhóis e determinados bares das grandes cidades.

sangria1

Até a Tailândia, que não tem nenhuma herança européia, possui sua versão da sangria, feita com saquê e curaçao. Devido ao nosso intenso calor, a sangria, obviamente, também se popularizou no Brasil. Ultimamente, o Clericot (feito com vinho branco) virou moda por aqui. Chique e refrescante!

De forma bem objetiva, a sangria é feita com 1/3 de tinto seco, 2/3 de água, pedaços de frutas como maçã, uvas, peras e abacaxi, e açúcar a gosto. Mas, dependendo do país, região e estação do ano, a receita pode mudar em relação à variedade das frutas e à mistura de outras bebidas.

Atualmente, de acordo com a legislação europeia, toda sangria deve ser feita na Espanha ou em Portugal, com menos de 12% de álcool por volume. A melhor sangria, no entanto, é  aquela que a gente faz em casa mesmo!

RECEITAS DE SANGRIA

Agora, com vocês, algumas receitas de sangrias da nossa série Wine Drinks. Para fazer em casa e saborear.

Sangria Rosé

Sangria de Romã e Alecrim, Skinny Girl Sangria, Sangria de Vinho Branco com Melão e Kiwi

Clericot Tropical

 


Então é isso, enoamigos! Sexta-feira e nada como curtir uns bons drinks com os amigos. Se for com vinho, então, é bom demais!

Até a próxima! Ótimos vinhos! Tim-Tim!

Referências: VinePair, Sonoma

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s