Tudo o Que Você Sempre Quis Saber Sobre as Cápsulas dos Vinhos

Já quis saber o porquê daquelas belas cápsulas envolvendo o gargalo das nossas amadas garrafas? Pois é, logo que comecei a apreciar vinhos, achava que se tratava apenas de um enfeite. Mas não! Apesar de não serem essenciais, as cápsulas são um elemento superimportante em qualquer garrafa de vinho.

capsulas_en_botella

O QUE SÃO AS CÁPSULAS DE VINHO?

Como já falei no início, a cápsula envolve o gargalo, que possui o intuito de proteger a cortiça (e, por conseguinte, a bebida) de possíveis danos.

QUAL A FUNÇÃO DA CÁPSULA?

Não se trata de invenção divina e muito menos parafernália do mundo do vinho. As cápsulas possuem, basicamente, duas funções:

1) Função higiênica e protetora: as cápsulas do vinho protegem a rolha de cortiça do mofo, sujeira e de qualquer risco de deterioração. 

vinho_capsula

2) Função estética: e não é que a história do “ornamento” faz sentido? As cápsulas nos indicam parte do estilo de um vinho e da vinícola, seja em virtude da cor ou do desenho da mesma. Afinal, no mundo do vinho, a estética conta muito! Óbvio que não deve ser a razão principal para se escolher determinado vinho, porém, em meio a prateleiras lotadas de garrafas, um belo design realmente chama a atenção e faz com que a gente queira saber um pouco mais sobre aquele produto e a origem do mesmo. 

HÁ QUANTO TEMPO AS CÁPSULAS SÃO UTILIZADAS NAS GARRAFAS?

Tudo começou na Idade Média, quando as cápsulas entraram em cena a fim de controlar alguns probleminhas, como a evaporação ou falsificação e alteração dos vinhos.

home_capsulas

No entanto, o atual conceito de cápsula foi desenvolvido pela primeira vez na Hungria, no século XVIII. Nessa época, elas tinham a função de identificar os vinhos mais luxuosos como forma de se ter um controle da qualidade dos mesmos. Assim, era possível evitar o risco de falsificação ao mesmo tempo que asseguravam uma melhor conservação da bebida.

COM QUAIS MATERIAIS AS CÁPSULAS SÃO FABRICADAS?

Um dos primeiros materiais usados ​​para fazer as atuais cápsulas de vinho como hoje conhecemos foi o chumbo. Contudo, o mesmo foi proibido pelos órgãos de fiscalização, visto que ocasiona sérios danos à saúde, além de alterar o paladar do vinho.

Logo, atualmente os principais materiais possíveis de serem encontrados na fabricação das cápsulas de vinho são:

  • ESTANHO (Material Premium): trata-se do material mais caro. É altamente customizável e elegante, além de abrir novas possibilidades de design. As cápsulas de puro estanho possuem um selo que atestam a qualidade das mesmas. 
  • ALUMÍNIO: utilizado em vinhos de alta e média gama, o alumínio dá um toque refinado e agradável. Além disso, é reciclável e resistente à corrosão.

“Um vinho dito de alta gama é mais que um produto muito bom. É um rótulo atraente, uma garrafa que o justifique. É uma estratégia de marketing bem formatada e executada, é desenvolvimento de canal de venda e é, sobretudo, uma boa história. Os vinhos são feitos de paixão e grandes histórias. Para vinhos de alta gama isso tudo é fundamental” (Pascal Marty, enólogo francês)

  • COMPLEXO: são placas de alumínio elaboradas com polietileno. Geralmente são fabricados com duas peças e utilizados em vinhos de média gama. 
  • PVC: É o material mais barato e econômico, elaborado em duas peças. Uma opção bem simples, que reduz as chances de impressão e design, mas é muito adaptável e eficiente. Porém, em alguns países tal material é proibido, visto que é considerado um perigoso poluente para o meio-ambiente. 

Certamente, você já viu alguma garrafa lacrada com cera. Na minha ida ao Chile, me deparei com os vinhos da Bodegas RE (Valle de Casablanca) todos desta forma e achei bem interessante, já que só tinha visto cápsulas de cera nos livros, em garrafas caríssimas. Esse tipo de material era usado no passado em vinhos associados à realeza.

O objetivo desse lacre é o mesmo de outras cápsulas elaboradas com outros materiais, porém, há o fator “fragilidade”, que pode ser corrigido por meio da substituição da cera por outros materiais que, de certa forma, simulem esse lacre.

octogeranius wine to you

O QUE SÃO OS FUROS NA PARTE SUPERIOR DAS CÁPSULAS?

É bem provável que você já tenha observado pequenos furos na parte superior das cápsulas. Para que servem? Esses furos servem para deixar escapar o ar a partir das cápsulas fixadas em garrafas por pressão. Durante esse processo acumula-se ar na parte superior e deteriora-se o encapsulamento, podendo afetar negativamente o vinho. Como correção, esses furos dão saída à acumulação de ar no processo.

post7

Porém,  a existência desses furos não é algo negativo, já que o processo de encapsulamento pode ser feito sem a pressão, como no caso de cápsulas de estanho, por exemplo.

HÁ GARRAFAS DE VINHO SEM CÁPSULAS?

Hoje é mais difícil encontrar um vinho sem cápsula. Contudo, há alguns anos os vinhos (sobretudo das áreas rurais) eram comercializados sem cápsulas e, em muitos casos, sem rótulos. Os vinhos nesses locais eram, muitas vezes, comprados de amigos viticultores e pessoas de confiança. Ou seja, o consumidor estava perfeitamente ciente da procedência e credibilidade do produto, mais tradicional e rústico.

HÁ CÁPSULAS PARA TAMPA DE ROSCA (SCREW-CAP)?

Sim! E as cápsulas para os vinhos com tampas de rosca operam sob as mesmas normas mencionadas acima, sobretudo no que diz respeito à parte estética.

screw-cap

Além disso, nesses vinhos a cápsula atesta a autenticidade, ou seja, é um sinal claro de qualidade do produto.

COMO A CÁPSULA É CORTADA?

A abertura da garrafa começa justamente com a remoção da cápsula. Para isso, deve-se usar o canivete do saca-rolhas para cortar a mesma (no caso do modelo “saca-rolhas do Sommelier”, meu favorito e bem mais prático, na minha opinião). Geralmente, se corta a cápsula abaixo do anel do gargalo, visto que esta não deve de maneira alguma entrar em contato com a bebida. 


Então é isso enoamigos! Adoro escrever sobre esse tipo de curiosidade, ou seja, coisas que a gente sempre quis saber sobre a bebida dos deuses.

Até a próxima! Ótimos vinhos! Tim-Tim!

 

Anúncios

2 comentários em “Tudo o Que Você Sempre Quis Saber Sobre as Cápsulas dos Vinhos

  1. Existe uma pequena a Vitivinícola em Canela/RS, a Jolimont, que visitei uma vez quando fui à Serra Gaúca. Tenho um rótulo deles com a cápsula “em cera”. O Reserva Cave Jolimont (Merlot e Cabernet Sauvignon), 2010. Me resta só duas ampolas. Sinceramente? É bonito mas nada prático.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s