Vinho e Saúde: “Queijo e Vinho Contribuem para a Saúde do Cérebro”, diz estudo.

Quantas vezes já escutamos a típica frase, “Você é o que você come”? Por mim, acho que já até perdi as contas.

E, se depender dos pesquisadores da Universidade de Iowa, nos EUA, tal frase é a mais pura verdade. Tudo porque os profissionais descobriram o quanto certos alimentos impactam na nossa capacidade cognitiva, sendo o queijo e o vinho dois excelentes exemplos.

O artigo foi publicado no Journal of Alzheimer`s Disease, revista acadêmica que publica todos os estudos relacionados a doença de Alzheimer.

Os pesquisadores analisaram os hábitos de 1787 adultos do Reino Unido em processo de envelhecimento, com idades entre 46 e 77 anos de idade. Os participantes foram submetidos a provas de inteligência que fizeram parte de um questionários realizado entre 2006 e 2010, 2012 – 2013 e 2015 -2016.

Resultados do Estudo

De acordo com a análise das respostas, esses são os resultados mais relevantes:

  • Foi constatado que o queijo é o alimento que mais proteje contra problemas cognitivos relacionados à idade, inclusive em faixas etárias mais avançadas.
  • O consumo diário de àlcool (uma taça de 150ml), em especial o vinho tinto, está relacionado à melhora do funcionamento cognitivo.
  • O consumo semanal de cordeiro, porém não de outras carnes vermelhas, melhora a longo prazo as tafrefas cognitivas.
  • Consumir sal em excesso faz mal. Porém, apenas para aquelas pessoas que possuem risco de desenvolver Alzheimer devem se preocupar com a quantidade de sal que ingerem, a fim de evitar futuros problemas cognitivos.

Vale ressaltar que tal estudo foi desenvolvido com participantes muito particulares , com cultura e gostos gastronômicos bem definidos. É notório que na Europa a cultura do vinho está muito mais enraizada do que no Brasil. Por outro lado, estou muito otimista com o aumento do consumo de vinho por aqui, sobretudo nesses tempos de pandemia e isolamento social.

Os pesquisadores ficaram muito felizes com o resultado desse estudo, sobretudo no que diz respeito ao queijo e o vinho inseridos na dieta alimentar dos participantes.

Nós também, né? Me diz aí se você também se surpreendeu com esse estudo ou se já esperava todos esses benefícios.

Referência:

https://pijamasurf.com/2020/12/el_queso_y_el_vino_aseguran_la_buena_salud_de_tu_cerebro_estudio

Wine Drinks: 5 Receitas de Coquetéis com Vinho Rosé

Drinks deliciosos para esse Outono!

Vila Vinífera

Quem me conhece sabe que não abro mão de um Rosé geladinho! E nem só de espumante e vinho branco vivem os coquetéis com nosso néctar sagrado. Sendo assim, hoje a série Wine Drinks traz receitinhas superfáceis e refrescantes elaboradas com o nosso néctar rosado. Anote e reproduza no recanto do seu lar.

  1. Sangria Rosé de Pêssego

peach-rose-sangria-3Ingredientes

  • 1 garrafa de vinho Rosé (eu prefiro os no estilo da Provence, de cor salmão clara)
  • ½ xícara de licor de pêssego
  • 1 xícara de suco de pêssego
  • 1/3 xícara de xarope de açúcar (para fazer, é super simples: só ferver um pouquinho de água com açúcar até dissolver). 
  • 3 pêssegos em fatias
  • 1 xícara morangos cortados e framboesas

Modo de fazer

Em uma garrafa ou jarro, misture o vinho, licor, suco e xarope simples. Ajuste de acordo com seu gosto. Adicione frutas e leve à geladeira por várias horas. Sirva com gelo.

Receita by 

Ver o post original 706 mais palavras

Wine Drinks: A História da Sangria

Vila Vinífera

Sem dúvida, a Sangria é um dos drinks mais populares entre os brasileiros. Só perde para a caipirinha! E, sim, ela é feita com o nosso néctar de Baco. Quando criança, tenho lembranças de ir a restaurantes com meus pais e vê-los pedir sangria, numa época em que os vinhos finos tinham o preço elevado e a alternativa para essa delícia era o bom e velho vinho de garrafão.

Pois bem, os tempos são outros (que bom!) e as sangrias se sofisticaram. Hoje em dia, desfrutamos de sangrias de vinhos tintos, rosés, branco (o famoso Clericot) e até azul, que virou moda na Europa. E vocês conhecem a história desse clássico Wine Drink?

sangria2

Bora descobrir!

Durante anos, a sangria tradicional ocupava das toalhas xadrez de piquenique aos restaurantes com mesas ao ar livre. Afinal, esse drink  tem o poder de se adaptar a qualquer ocasião. A receita clássica, todo mundo…

Ver o post original 561 mais palavras

Wine Decor: Barricas Recicladas Deixam a Casa ainda Mais Bonita (Parte 2)

Vila Vinífera

2018 começou com tudo e lá fui eu garimpar ideias de decoração para vocês. Início de ano é sempre assim: a gente quer deixar a casa ainda mais bonita e cheia de boas vibrações. Pensando nisso, trouxe mais um post com ideias para decorar a vida com barricas que não servem mais para amadurecer o nosso amado néctar de Baco.

Então, bora admirar e babar por esses objetos incríveis!

Cooler de Bebidas

apoio para tablet Apoio para tablet

bau Baú ou Mesinha de Centro? Você escolhe!

apoio para velas Apoio para Velas ou Vasos de Flores

fonte Essa fonte enfeita qualquer jardim e, de quebra, você ainda relaxa com o barulhinho da água.

cabideiro Cabide para bolsas, casacos e chapéus.

fruteira Fruteira linda para a cozinha

luminária Essa luminária deixa qualquer ambiente aconchegante e intimista.

revisteiro Revisteiro lindinho de viver


Espero que tenham gostado dessas ideias. Confesso que já estou sonhando em ter alguns desses objetos em casa. Mas sabe o mais…

Ver o post original 39 mais palavras

Winestyle: A Moda da Taça Tulipa Para Espumantes

A taça tulipa publicada nesse artigo de 2017 já está à venda no site brasileiro da Italesse, que trabalha com cristais sem chumbo e entrega em todo o Brasil. A taça Grand Flute Baloom está custando cerca de 300,00 o conjunto com 6 unidades no site.

Vila Vinífera

Volta e meia os especialistas mudam de opinião no que diz respeito à melhor taça para se degustar um espumante. Já foi a “coupe”, a “flûte” e, agora, ora vejam só… estão afirmando que uma taça no estilo tulipa (linda, na minha opinião!) ou uma simples taça de vinho branco seriam os artefatos ideais para analisar aroma e perlage com maior eficácia.

Ver o post original 819 mais palavras