Combinando Brigadeiro e Vinho do Porto

Fim do ano e recebi um lindo mimo da Jeanne Campelo, da Bit Brigadeiro – a mais nova brigaderia gourmet de Nikity City (Niterói, para os íntimos). E a novidade dos docinhos elaborados especialmente para o Natal fica por conta de um ingrediente surpresa que eu amo: o Vinho do Porto.

img_20161217_141408228
Achei a embalagem da Bit superfofa! Ótima ideia para presentear no Natal.

Assim que senti o sabor superequilibrado do fortificado na receita, me lembrei de que se trata de uma das combinações mais deliciosas quando se trata de parear chocolate e vinho.  Ou seja, realmente a Jeanne sabe das coisas, tendo inclusive viajado para Portugal (terra do Porto e de alguns dos melhores doces do mundo) a fim de buscar inspiração para seu novo negócio.

HISTÓRIA DO BRIGADEIRO

Brasileiríssimo, o brigadeiro se tornou um dos doces mais famosos do mundo. Desde criança eu me perguntava sobre a origem do nome, já que imaginava que provavelmente derivava de algo bem original. E não é que era mesmo?

Em 1945, logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, o Brasil estava em época de campanha para eleição de um novo presidente. O candidato Eduardo Gomes, cuja patente militar era Brigadeiro, tinha enorme sucesso entre as mulheres, o que aliás era comprovado pelo slogan da campanha: “Vote no brigadeiro que é bonito e solteiro”.

vote-no-brigadeiro-que-e-bonito-e-solteiro

Sendo assim, as eleitoras mais devotas decidiram tentar promover a campanha do “bonitão” organizando festas para angariar fundos e dar ainda mais visibilidade ao candidato. Como marketing político, as senhorinhas decidiram elaborar um doce para ser vendido nesses encontros.

Na ocasião, o grande obstáculo era que como o tempo era de pós -guerra, o leite fresco e o açúcar estavam em falta, o que complicava a tarefa de se fazer qualquer doce. Assim, decidiram recorrer ao leite condensado, misturando-o com manteiga e chocolate.

O resultado foi a criação da iguaria conhecida como “o doce do brigadeiro”, que foi vendido durante toda a campanha, com o intuito de conquistar votos por meio do paladar do eleitorado. O doce foi um sucesso, mas o candidato acabou não se elegendo.

Durante a década de 50, o nome foi abreviado e o doce espalhou-se por todo o país, recebendo o título de doce genuinamente brasileiro e, sim, é um verdadeiro patrimônio da nossa gastronomia.

COMBINANDO BRIGADEIRO E VINHOS

Finalmente chegamos na harmonização. Quando se trata de combinar vinho e sobremesa, um dos segredos é tentar aproximar os níveis de açúcar, tanto do doce quanto da bebida. Sendo assim, um deverá complementar o sabor do outro, resultando numa experiência inesquecível.

Com o brigadeiro, sem dúvida, os vinhos fortificados e de alto teor alcoólico são os mais indicados. Logo de cara eu já penso em Vinho do Porto ou Madeira.

brigadier-842636_640

Para combinar com brigadeiro ou chocolate, de uma forma geral,  o vinho deve ter alto teor alcoólico e textura encorpada, com sabores frutados. Por isso, gosto muito do Porto Rubi, sem muitas firulas. Se quiser investir mais, aposte no Bannyls, Ice Wine, Madeira, Porto Vintage, Colheita ou LBV. 

Acredito que o Porto Tawny, apesar de concentrar aromas mais oxidados, como os de compota, frutas secas etc; também seja uma ótima opção. Porém, o Rubi, por ser menos complexo, não travaria uma disputa com o brigadeiro. Nesse caso, o sabor de ambos seria beneficiado.

VINHO E CHOCOLATE: COMBINAÇÃO SAUDÁVEL

Um estudo britânico constatou que o vinho tinto, quando aliado ao chocolate amargo, faz bem à saúde, ao mesmo tempo que melhora a performance do cérebro. Bom demais! Entre os tintos tranquilos que mais combinam com o chocolate estão o Zinfandel (com chocolate meio-amargo) e o Malbec (com doces à base de chocolate e café). 

Então, amigos, nada como inovar com uma boa degustação de brigadeiros com vinho, hein? Ainda mais nesse fim de ano, quando em se tratando de combinações deliciosas, quase tudo é permitido 🙂 .

Ah, e se você quiser experimentar o brigadeiro gourmet da Bit, basta entrar em contato com a Jeanne pelo telefone (Whats App) 21-98157-4392, e-mail: jecampelo@yahoo.com.br. 

Boa semana pré-natalina e ótimos vinhos! Tim-Tim!

 

Referências (e foto do Brigadeiro-Candidato: A Origem das Coisas)

Wine Drinks: Refrescante de Coco Verde e Vinho Branco

Então, enoamigos, a primavera chegou, mas aqui no Rio o clima está mais para verão do que para outra coisa. E foi pensando nisso que hoje trago para vocês um Wine Drink com estilo praiano, totalmente leve e descompromissado.

como-fazer-pina-colada-1024x1024

Amanhã combinei de encontrar os amigos na praia e nada como relaxar com um coquetel desse. Em se tratando se coco, é bem melhor que Piña Colada, na minha humilde opinião.

Ah, e ainda é uma ótima opção para quem está em busca de uma bebida light e saborosa.

ÁGUA DE COCO: UMA BENÇÃO PARA A SAÚDE

Conhecida como “água da juventude”, a água de coco, além de refrescante, é rica em potássio, cálcio e magnésio, minerais importantíssimos para a nossa saúde. Sem falar que a bebida é boa para o coração e outros músculos. Assim como a banana, ela também evita evita cãibras, porém com uma vantagem: possui quase nada de gordura e pouquíssimas calorias.

Mas atenção: a água de coco só possui benefícios se for natural. Ou seja, evite as  bebidas industrializadas, visto que as mesmas não cumprem essas funções.
Agora, imagine juntar o frescor da água de coco com nosso amado e idolatrado vinho? É benefício na certa para a saúde! Por isso, esse drink que eu vou ensinar a fazer agora é perfeito para degustar na praia, no clube, no churrasco, na balada, na beira do calçadão. A cara do Rio de Janeiro e do verão.
Prepare o caderninho e confira a receitinha:

REFRESCANTE DE COCO VERDE E VINHO BRANCO

Ingredientes:

  • 3 colheres de creme de leite light
  • 1 xícara de coco verde picado
  • 1/2 xícara de vinho branco seco
  • 300 ml de água de coco natural (Aqui no Rio eu compro na rede Hortifruti a água natural. O coco já vem aberto, com canudinho e tudo. E você ainda pode utilizá-lo na receita. Uma beleza!)
  • Cubos de gelo de vinho branco seco (Sauvignon Blanc é perfeito, devido à acidez e frescor)

Modo de Preparo:

  • Prepare os cubos de gelo com vinho branco seco
  • Bata todos os ingredientes no liquidificador
  • Coe, adicione os cubos de vinho e sirva

Como sempre, não trago nada complicado. Receita rápida e simples! Inclusive, estou com vontade de testá-la com espumante. Deve ficar ainda mais refrescante!

REMÉDIO CONTRA A RESSACA

E não é que me esqueci de falar sobre outro benefício da água de coco? Ela é perfeita para quando a gente exagera na bebida alcoólica. No dia seguinte, tome um belo de um copo desse elixir da juventude e dê adeus à ressaca. Tudo porque os carboidratos nos ajudam a repor as energias liberadas durante a ingestão do álcool.

coco-607349_960_720

Porém, tudo o que é bom, possui contra-indicações: apesar de ser ótima para a saúde, água de coco não pode ser ingerida com exageros por quem insuficiência renal, diabetes e hipertensão. Ou seja, assim como qualquer bebida, esta também deve ser apreciada com equilíbrio. 

Espero que tenham curtido a minha dica de Wine Drink de sexta e que, obviamente, curta bastante com os amigos! Ultimamente eu ando mais no clima do branco, rosé e espumante. Só assim mesmo para aguentar as altas temperaturas cariocas. Então, aguardem, pois em breve teremos mais novidades.

Bom fim de semana! Bons vinhos! Ótimos drinks! Tim-Tim!

 

 

O Maravilhoso Mundo dos Cavas Espanhóis

Quanto mais exploramos os espumantes espanhóis, conhecidos como “Cavas”, mais encontramos semelhanças com o estilo da francesa Champagne. No entanto, há de se saber que as borbulhas da Espanha são, por si só, mais acessíveis e igualmente saborosas.

Sendo assim, para identificar os grandes vinhos Cava, é preciso estar por dentro dos diferentes estilos e métodos de produção, convenções de rotulagem e variedades de uvas. Eu, particularmente, sou fã do Cava, desde o Demi-Sec até o Extra Brut. Bora conhecê-lo um pouquinho mais? Então, vamos lá!

cava_9382956111

O SABOR DO CAVA

A maioria dos Cavas disponíveis no mercado indica que são envelhecidos por, no mínimo, 9 meses sobre as borras. Mas, o que significa isso? Trata-se simplesmente de um dos fatores mais significativos que as permite rivalizar com os Champanhes franceses.

ent-229_mid_res
Cordoníu, um dos Cavas mais tradicionais da Espanha

O estilo do Champanhe (assim como do Cava) passa por um processo de produção muito particular, ou seja, para obter as bolhas no vinho, os viticultores induzem uma fermentação secundária dentro da própria garrafa. Como subproduto, o CO2 dissolvido permanece preso no vinho. Embora o surgimento das bolhas leve apenas algumas semanas, a magia dos espumantes estilo Champanhe (incluindo o Cava) está apenas começando.

ENVELHECIMENTO NAS BORRAS

 A Autólise (um bi-produto de envelhecimento sobre as borras de leveduras), por sua vez, já se iniciou. As enzimas nas células de leveduras inativas (borras) passam, então, a enriquecer o vinho através da adição de uma nova família de sabores ao Cava, tais como massa de pão fresco, chocolate branco e notas de amêndoas e marzipan.

Quanto mais tempo um espumante sofre autólise, ou seja, envelhece sobre as borras, mais sabor ele terá. A maioria dos champanhes elaborados por esse método permanecem, no mínimo, 9 meses em amadurecimento.

caves_freixenet_sant_sadurni_danoia_-_1
Freixenet também é uma das empresas mais prestigiadas

O fato do Cava ser o único exemplar de espumante a passar por um processo de autólise tão longo faz com ele tenha, por diferencial, um leque aromático riquíssimo. Um Cava jovem é totalmente dominado por notas cítricas e aromas como os de marmelo, maçã e limão siciliano. Sem falar que, como mencionamos, o contato com as leveduras ainda adiciona um nariz carregado de pão fresco, nozes, amêndoa e avelã torrada.

NORMAS DE ROTULAGEM

As normas de rotulagem espanholas com relação aos vinhos são das mais rigorosas do mundo. No que diz respeito ao espumante não é diferente.

CAVA: mínimo de 9 meses em contato com as borras de leveduras (processo semelhante ao do estilo Champagne Crémant)

CAVA RESERVA: mínimo de 15 meses em contato com as borras de leveduras (processo semelhante ao Champagne não-vintage)

CAVA GRAN RESERVA: mínimo de 30 meses de contato sobre as borras de leveduras, safra datada (vintage) e disponível como Brut, Brut Nature ou Extra Brut (os Champagnes vintage estão perto disso, com 36 meses de envelhecimento).

Os Cavas mais potentes são aqueles rotuladas como Reserva e Gran Reserva. Esses espumantes, por lei, precisam passar pela autólise por mais tempo e os produtores utilizam cuvées muito finas, com mais riqueza, textura e complexidade de aromas.

AS UVAS DO CAVA

MACABEO: exótica, cítrica. Possui notas florais e frutais (camomila, bergamota) e  acrescenta elegância, sendo base para a maioria das misturas.

PARELLADA: frutas cítricas e amarelas, flores amarelas e notas de nozes frescas. Acrescenta textura e corpo às misturas.

XAREL-LO: frutas cítricas e aroma de maçã. Contribui com acidez e frescor para as misturas.

TREPAT (e outras tintas): aromas florais e de frutas vermelhas. Adiciona corpo e e coloração aos Rosés.

Além das variedades nativas da região (incluindo a Trepat e a Granacha, que dão cor aos rosés), também é possível encontrar Cavas 100% Chardonnay (Blanc des Blancs). Alguns produtores acreditam que o uso da Chardonnay retira o caráter regional do Cava. Porém, alguns dos Cavas mais premiados contam com a Chardonnay em suas misturas.

 what-is-cava-sparkling-wine-cristalino-rose-480x323


Muito legal, adorei saber um pouco mais sobre os meus queridos Cavas espanhóis. Nunca provei os Reservas e Gran Reservas. Fiquei com vontade! E você? Qual o seu exemplar preferido desse espumante tradicional da Espanha? Alguns dos melhores são produzidos na região da Catalunha. Frescos e extremamente aromáticos, valem muito a pena!

Referência: Wine Folly

Vinho & Saúde: Pode Ajudar no Controle da Diabetes

Uma nova pesquisa, realizada nos EUA, confirmou mais um benefício de uma das bebidas mais saudáveis do planeta. Nosso vinhozinho de cada dia é capaz de auxiliar no controle da diabetes tipo 2. Muito bom para ser verdade? Então, vejamos mais detalhes a seguir:

INÚMEROS BENEFÍCIOS

De acordo com o estudo, publicado na revista americana Annals of Internal Medicine, uma taça de vinho branco ou tinto, além de não ser prejudicial, ainda pode melhorar a saúde cardíaca, ao mesmo tempo em que ajuda a controlar os níveis de colesterol e a promover boas noites de sono.

wine-1164896-638x425

CONTROLE DA DIABETES TIPO 2

As variedades dos vinhos de coloração vermelho-rubi, segundo o estudo, aumentaram significativamente os níveis de HDL – o colesterol bom, que protege os pacientes contra doenças cardíacas. Esses benefícios foram sentidos em 10% das pessoas que utilizaram o vinho, sendo que estas também tiveram melhoras nos níveis de apolipoproteína A1, uma graduação do metabolismo lipídico.

glasses-2-1579897-639x322

Ao término dos dois anos de testes, os portadores de diabetes tipo 2 que beberam vinho tinto, comparados àqueles que consumiram vinho branco ou água mineral (uma taça por noite), apresentaram MENOS sintomas da síndrome metabólica, como hipertensão, excesso de gordura abdominal, altos níveis de açúcar no sangue e colesterol fora do normal.

Quanto aos não-portadores da doença, diversos estudos têm constatado que as pessoas que consomem vinho com moderação possuem boa saúde, sendo este um benefício incidental, segundo alguns especialistas, mais especificamente os autores do mencionado estudo.

ESTUDOS FUTUROS

Na pesquisa publicada pela Annals of Internal Medicine, os benefícios do tinto sobre o vinho branco para os pacientes com diabetes tipo 2 têm a ver com o fato de que o tinto contém sete vezes mais compostos fenólicos de origem vegetal que o fermentado branco. 

red-wine-1323853-639x426

Por outro lado, alguns especialistas dizem que seria preciso consumir uma dúzia de garrafas de vinho para produzir polifenóis em volume suficiente para fazer diferença na saúde. Porém, os autores do estudo ressaltaram que as pesquisas futuras devem se centrar se as concentrações polifenóicas de somente uma taça do néctar de Baco são capazes de oferecer benefícios para a saúde.

A American Diabetes Association permite que os pacientes de diabetes tipo 2 escolham se desejam ou não consumir álcool, destacando que tal ação pode aumentar a ingestão calórica e dificultar o controle glicêmico.

ESTUDOS RECENTES

Os estudos mais recentes foram conduzidos por pesquisadores dos EUA, Israel, Suécia e Alemanha. Todos os pacientes com diabetes tipo 2 eram abstêmicos de álcool antes de realizarem os testes e foram mantidos em uma dieta mediterrânea, assegurando que os vinhos tintos e brancos, bem como a água mineral, seriam as únicas diferenças na alimentação. 

glases-of-wine-1148206-639x426

No mais, pessoal, é extremamente necessário consultar um médico responsável antes de adotar qualquer mudança na alimentação, inclusive a ingestão de vinho com a finalidade de melhorias dos quadros de diabetes, hipertensão etc. Além disso, o que falo por aqui com frequência é: consumo consciente SEMPRE! Apenas 1 taça (120ml) ao dia, durante uma refeição. 

Referência:http://www.viveusa.mx/articulo/2015/10/15/bienestar/confirman-que-el-vino-ayuda-controlar-la-diabetes

 

 

 

Vinho: Um Poderoso Afrodisíaco Para As Mulheres

Uma vida sexual feliz e sem neuras é fundamental para a saúde. E, quando se trata disso, o vinho traz um superbenefício, sobretudo para as mulheres. Um estudo do Hospital de Santa Maria Nuova, em Florença, na Itália, concluiu que os desejo sexual feminino aumenta com o consumo moderado de vinho.

girl-1287166_640

A pesquisa foi realizada a partir de uma amostra de 800 mulheres e constatou que este efeito afrodisíaco se dá em virtude do fato de que o vinho aumenta a pressão sanguínea nas zonas erógenas femininas.

O VINHO NOS DEIXA MAIS RELAX 

O álcool contido no etanol, em pequenas quantidades, estimula uma parte do cérebro denominada hipotálamo, responsável por controlar as funções básicas e níveis hormonais, proporcionando sensações de relaxamento. Por outro lado, vale destacar que a ingestão excessiva de álcool provoca exatamente o efeito contrário.

Assim como o chocolate, o vinho tinto contém aminas, que são componentes orgânicos naturais. As análises de vinho tinto comprovaram que as maiores concentrações de aminas se encontram em exemplares de Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc.

A histamina, uma das aminas mais conhecidas, proporciona um efeito sedativo que pode comprimir receptores no cérebro responsáveis pelo estado de ansiedade, ao passo que também pode agir como estimulante. Porém, em excesso, esses componentes podem ter o efeito inverso, como sonolência e disfunção sexual. Por isso, opte por uma taça de Carmenère ao invés de quatro e obtenha o máximo de benefícios do nosso néctar.

BENEFÍCIOS TAMBÉM PARA OS HOMENS

De acordo com os pesquisadores da Universidade de Kingston, em Londres, o vinho tinto pode, ainda, aumentar a quantidade de testosterona nos homens. O ingrediente chave é o a quercetina, que bloqueia a eliminação natural da testosterona através da urina. Da mesma forma, vinho demais não surte efeito neste quesito.

a98b0b1a6cad55a9d951c053de99534c

OS AROMAS QUE TORNAM CADA MOMENTO INESQUECÍVEL

Nossa capacidade de memorizar e recordar aromas é muito forte e prolongada com o passar do tempo. Logo, um estilo particular de vinho pode estimular nossa memória. A partir de agora, atente-se aos aromas emitidos por sua taça, visto que estes são capazes de fazer com que se reviva os bons momentos da vida.

Os aromas do vinho podem agir como estimulantes, mas atuam de forma diferente em homens e mulheres. As moças, de modo geral, são atraídas por aromas de especiarias, ameixas pretas, terra e musk (encontrados na Pinot Noir cultivada em regiões frias). Não é à toa que estes aromas estão associados aos feromônios masculinos, de acordo com recente pesquisa publicada nos Estados Unidos. Contudo, ainda não há estudos que associem feromônios femininos a determinado tipo de uva, vamos aguardar..rsrs.

É fato, ainda, que o vinho tinto contém polifenóis e antioxidantes, capazes de dar um brilho todo especial à pele. Ou seja, o vinho nos deixa mais bonitas e radiantes.

Por isso, no que diz respeito à sedução, beber vinho é sim, supersaudável! Escolha um bom exemplar, identifique bem os aromas e deixe-se envolver pela magia do momento.

 Bons vinhos! Tim-Tim!

Fontes: 

http://www.armazemdosimportados.com/?p=1942

The Big Wine Theory