Notas de Prova: Fácil de Beber, 1 Bottle of Red CS 2015 Harmoniza Com Amigos e um Bom Bate-Papo (BEST BUY)

Recebi uma amostra do 1 Bottle of Red, da Winebrands Brasil, e confesso: por se tratar de um chileno, demorei um pouquinho a degustá-lo. Afinal, eu tinha acabado de voltar do Chile e ainda teve a feira do Rio Wine and Food Festival… Ou seja, pensei, “Vou dar um tempinho nos chilenos e provar outras coisas”. Até que, numa sexta de friozinho, não resisti e coloquei a ampola  para jogo (esse lance de “ampola”, aprendi com meu amigo Fernando Lima. Muito chique).

WhatsApp Image 2017-09-08 at 09.39.43
Sem dúvida, uma ótima companhia para a sua série favorita

Enfim, foi uma sábia decisão. Apesar de se tratar de um Cabernet Sauvignon, o 1 Bottle conta com taninos macios e muito agradáveis em boca. Sabe aquele vinho para beber acompanhado de petiscos, amigos e um bom bate-papo? É ele! Desce fácil, fácil e delicioso! Sem falar que o custo x benefício é ótimo (R$41,40) no site da marca.

Resultado: harmonizou perfeitamente bem com seleção de queijos, torradinhas e Outlander, minha série favorita. Curti mesmo! Porém, não espere por complexidade. É um vinho para beber sem compromisso, curtindo toda a expressão da Cabernet Sauvignon. 

NOTAS DE DEGUSTAÇÃO

VISUAL: Rubi-escuro, com reflexos rubi-claro. Cor linda e ótima limpidez.

OLFATO: No nariz, frutas do bosque, com destaque para morangos silvestres e frutas negras, como ameixa e amora.

GUSTATIVO: De médio corpo e taninos sedosos, é um vinho muito agradável em boca, com ótima estrutura entre àlcool, acidez e taninos.

HARMONIZAÇÃO: É um bom parceiro para queijos, patês, massas e pratos à base de carne vermelha.

FICHA TÉCNICA

ONE BOTTLE OF RED CABERNET SAUVIGNON

  • TINTO | SAFRA 2015

  • TEOR ALCOÓLICO: 13% | SERVIR À TEMPERATURA DE 16o C |

  • VARIEDADES: 87,5% Cabernet Sauvignon e 12,5 Merlot

  • AMADURECIMENTO: Não passa por amadurecimento em madeira.

  • PAÍS: CHILE

 

  • REGIÃO: VINHEDOS DO CHILE

one bottle of red


Acredito que, por se tratar de um corte de Cabernet Sauvignon, com um toque de Merlot, senti que esta última foi essencial para domar os jovens taninos da CS. Sim, é um “Best Buy”, ótima compra, sobretudo em virtude do fator qualidade x preço.

E o fim de semana pós-feriado? Animados? Aliás, sexta é aquele dia em que a gente já acorda pensando no vinho da noite. Convoque os amigos e curta em ótima companhia!

Até a próxima! Ótimos vinhos! Tim-Tim!

*Esse artigo expressa minha opinião sincera sobre o produto em questão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5 Verdades Sobre a Cabernet Sauvignon, a Rainha das Uvas Tintas

Acredito que quase todo o amante dos vinhos finos começou sua jornada diante de uma taça de Cabernet Sauvignon. Mas aí você deve estar se perguntando… Por que não começar por um Merlot ou Pinot Noir, que são tintos mais leves e fáceis de beber?

wine-1509590_640

Veja bem… Será que a gente consegue comprar um Pinot Noir na mercearia do Sr.Manoel? Pois é, acho difícil… Porém, um Cabernet Sauvignon se encontra facilmente, de lojas sofisticadas às barraquinhas de quermesse. E sabe por que? A CS é simplesmente a casta de vítis vinífera mais cultivada no mundo, visto que se adapta bem em diferentes lugares e tipos de solo. Por isso, é conhecida como a Rainha das Uvas Tintas. 

Então, que tal conhecer melhor essa verdadeira celebridade do mundo do vinho? Vamos lá!

1. #CABERNETSAUVIGNONDAY: a Cabernet Sauvignon tem um dia dedicado especialmente à ela, na última quinta-feira do mês de agosto. Esta data foi instituída pelo marketeiro americano Rick Bakas, que reuniu um grupo de vinícolas da região de Napa Valley com o intuito de promover a comemoração nas mídias sociais. Enfim, a moda pegou e, hoje em dia, assim como outras castas, a CS também tem seu próprio “feriado oficial”.

Spirits_FB_CabernetDay

2.  A CABERNET SAUVIGNON É FRUTO DO CRUZAMENTO ENTRE CABERNET FRANC E SAUVIGNON BLANC: Dr.Carole Meredith e seu grupo de pesquisa na Universidade de Davis foram os primeiros a usar tipagem de DNA para identificar o parentesco de diferentes variedades de uvas. E, após 96, quando descobriu que a CS realmente era “filha” da Cabernet Franc e Sauvignon Blanc, Meredith conseguiu identificar as origens de outras 50 castas (incluindo a Zinfandel, proveniente da Croácia)

3. CABERNET SAUVIGNON É MEIO IRMÃ DA MERLOT, HONDARRIBI BELTZA (PAÍS BASCO) E CARMENÈRE: Se você já teve dificuldades em distinguir entre uma taça de Merlot e uma de Cabernet Sauvignon, não se sinta mal. Como ambos estão relacionados, é realmente muito difícil apontar suas diferenças. Além disso, se você nunca provou Carmenére ou o Txakoli (vinho do País Basco), é possível que você ache que gosta deles simplesmente por suas semelhanças com a Cabernet. Eu, particularmente, considero a Merlot e a Carmenère menos tânicas e mais fáceis de beber. Porém, quem não tem prática pode sim, se confundir.

12862967455_b93527d76c

4. É UMA DAS VARIEDADES MAIS IMPORTANTES NA CHINA: Ultimamente, os chineses estão se descobrindo apaixonados pelos vinhos finos. Pesquisa recente constatou, inclusive, que eles são os maiores consumidores de tintos do planeta. A Cabernet Sauvignon é uma das uvas mais populares na China e suas vinícolas têm investido bastante na produção dos fermentados desta casta. No Chateau Hansen, situado no lado ocidental do deserto de Gobi, por exemplo, as vinhas são enterradas manualmente para sobreviverem ao inverno gelado.

6909697696_0d1cd878ef_b

5. EIS A RAZÃO PELA QUAL A CABERNET SAUVIGNON FICA PERFEITA COM PRATOS À BASE DE CARNE VERMELHA: pesquisadores que estudam os efeitos de certos alimentos na língua descobriram que os taninos da Cabernet Sauvignon são capazes de limpar a gordura e proteínas acumuladas na mesma. Um bife possui altos níveis de proteína e gordura, necessitando, portanto, de uma bebida com uma maior quantidade de taninos. O estudo foi realizado com vinho e chá gelado, só para você ter uma ideia da diferença.


Acabei me surpreendendo com vários desses itens, sobretudo com o fato da Cabernet Sauvignon ser tão prestigiada na China. Espero que vocês também tenham curtido e olha… amanhã tem mais, hein?

Bons vinhos! Tim-Tim!

Referência: Wine Folly

Wine Drinks: Um Cabernet Cobbler Para Fazer Em Casa

Nos últimos dias, pesquisei bastante e, enfim, encontrei um coquetel elaborado com a rainha das tintas, nossa querida Cabernet Sauvignon! Trata-se de um Cabernet Cobbler (sem tradução para o português). Esse é descolado e  sob medida para quem adora descobrir novos sabores. Sem falar que é superfácil de fazer!

Quanto ao vinho Cabernet Sauvignon, sem dúvida é o mais comum de ser encontrado. Em qualquer supermercado ou mercearia é possível adquirir uma garrafa com essa variedade de uva. Tudo porque se trata da casta mais plantada em todo o mundo e que se adapta aos mais diversos terroirs. Aqui no Novo Mundo, por exemplo, você encontra vários exemplares excelentes, de países como Chile, Argentina, EUA e Brasil, claro!

cabernet_cobbler

Vamos deixar de blá-blá-blá e anotar essa receitinha que tem tudo para surpreender os amigos e enófilos de plantão:

Ingredientes:

  • 120ml de vinho fino cabernet sauvignon gelado
  • 1 colher de chá de suco de limão siciliano
  • 1 colher de chá de açúcar ou 1 sachê de adoçante 
  • 60 ml de água com gás gelada 

Modo de Preparo

Em uma taça própria para vinho tinto, dissolva o açúcar no suco de limão e, em seguida adicione a água com gás. Despeje o vinho e mexa delicadamente. Decore com uma fatia de laranja e sirva.

picasa-wine-fixed-450x393

 

Que tal exercitar seus dotes de bartender, hein? Convoque os amigos e divirtam-se com drinks e vinhos. Bom demais!


Então é isso, enoamigos! Em tempos de friozinho, nada melhor que investir em coquetéis com vinhos mais estruturados, do tipo que dispensa gelo. Afinal, a gente ama a bebida dos deuses, mas é sempre bom variar de vez em quando a forma como a apreciamos. Acredito que esse mesmo winedrink fique bacana com rótulos de outras varietais, como Malbec e Syrah, por exemplo. Ou seja, dá para fazer com o vinho que você tiver em casa, desde que seja de médio a encorpado.

Até a próxima! Bons vinhos! Tim-Tim!

 

Celebre o Dia do Hambúrguer na Companhia de Um Bom Vinho! Testei e Aprovei.

Amanhã, 28 de maio, comemoramos o Dia do Hambúrguer. Vocês se lembram do artigo que escrevi sobre a harmonização dessa delícia com vinho? Colocaram em prática? Pois eu me inspirei e, na véspera do feriado, decidi testar aqui em casa. Escolhi um assemblage (mistura) de Cabernet Sauvignon e Merlot para acompanhar. Ficou divino!

hamburguer
Meu hambúrguer ficou uma delícia!

E já que as hamburguerias artesanais tomaram conta do Brasil, não tem desculpa para deixar de saborear essa super-combinação! Basta pedir para a viagem e desfrutar na companhia de pessoas especiais e de uma boa garrafa de vinho tinto.

Como o dia foi corrido aqui em casa, não teria tempo de preparar a carne caseira, com a receitinha da Vanessa, que postei aqui. Então, comprei o hambúrguer de fraldinha da marca Wessel. Espetacular! São 165g de carne e ficou muito parecido com um artesanal da melhor qualidade. Na hora do preparo, basta seguir direitinho as instruções da embalagem. Ao colocar na chapa ou frigideira previamente aquecida, basta deixar 2 minutos de cada lado e Voilá! Para incrementá-lo, você pode colocar alface, queijo, tomate, maionese, cream cheese ou o que mais a sua imaginação mandar.

IMG_20160525_221343631
Escolhemos um Vinho de São Joaquim (SC). #terroirnacional

HISTÓRIA DO HAMBÚRGUER

Você deve estar achando que foram os americanos que criaram o hambúrguer, certo? Errado! Eles ajudaram bastante, adicionando o pão à receita e tornando-o um sanduíche. Porém, a iguaria chegou à América trazida por imigrantes alemães, vindos de Hamburgo.

Muitos acreditam que o hambúrguer fora criado no século XVII, em Hamburgo, na Alemanha. Contudo, estudiosos já comprovaram que o prato foi criado muito antes, no século XIII, na Mongólia, quando os cavaleiros amaciavam a carne, colocando-a debaixo das celas dos cavalos.

Assim, o hambúrguer começou a se espalhar pelo mundo, sendo que os nômades da Ásia Ocidental foram alguns dos responsáveis por isso. Afinal, foram eles que desenvolveram uma técnica de temperar a carne para conservá-la por mais tempo. A cidade de Hamburgo na Alemanha só entra na história depois dessa técnica, pois marinheiros alemães passaram a cozinhar a carne que era consumida crua e levaram a iguaria para a América.

A partir daí, os americanos incorporaram o hambúrguer à sua cultura, tornando-o conhecido em todo o mundo. Então, apesar de não terem sido os criadores do hambúrguer, eles foram muito importantes para sua divulgação, sem falar que os EUA são o país que mais consome o prato anualmente.


Eu dividi essa delícia com o maridão, que também superaprovou a combinação com o vinho. O sabor da carne foi potencializado, sobretudo quando juntávamos o hambúrguer com a bebida na hora de degustar. Com certeza faremos mais vezes! E amanhã, que tal comemorar o dia dessa iguaria em grande estilo? Bora experimentar!