Rótulo e Contra-rótulo: O Cara e Coroa do Vinho

Se toda moeda tem os lados cara e coroa, com o vinho não é diferente. Todo néctar que se preze possui rótulo e contra-rótulo. E isso tem influenciado cada vez mais os consumidores durante a escolha da garrafa ideal.

size_810_16_9_homem-segurando-uma-garrafa-de-vinho

Alguns são sóbrios e distintos, outros modernos e coloridos. Qualquer que seja o estilo do rótulo e contra-rótulo, é importante observá-los com atenção, visto que estes trazem informações superimportantes sobre sua origem. Porém, em tempos de mais do mesmo, as empresas que propõem inovações neste quesito inevitavelmente acabam saindo na frente. Afinal, qual consumidor leigo não gostaria de ter em mãos dicas de temperatura de serviço e harmonização? Trata-se de um serviço que as vinícolas prestam, a fim de que a experiência de degustação se torne ainda mais especial.

ATENÇÃO ÀS INFORMAÇÕES

Classificação: indica a qualidade do vinho. Cada país adota regras próprias de classificação. Algumas mais comuns são: Vinho de Mesa, Vinho Regional, Vinho de Denominação de Origem Controlada.

Contra-Rótulo: pode conter informações sobre a vinícola, a uva, a safra e o método de vinificação. Inclui, ainda, o registro no Ministério da Agricultura, endereços, contatos etc. Porém, o grande plus neste caso são as informações adicionais que chegam como uma prestação de serviço para os enófilos iniciantes. Notas Olfativas e Gustativas, Dicas de Harmonização e Temperatura de Serviço, quem sabe até uma historinha sobre a origem do nome do vinho…. tudo isso só agrega positivamente à experiência de degustação, ao mesmo tempo em que contribui para fidelizar a clientela.

Aqui temos o rótulo e contra-rótulo do vinho Coletânea, da Lidio Carraro. O rótulo é bem bonito, homenageando a Vela, modalidade olímpica que tem tudo a ver com a temática da Rio 2016. O contra-rótulo, por sua vez, é daquele tipo 4 estrelas. Mostra um textinho falando sobre a Vela e, em seguida, dicas de temperatura de serviço, notas de degustação e harmonização com pratos culinários. Só senti falta de notas de degustação, que dão uma boa ideia do que esperar do vinho. 

Marca ou Nome do Produtor: é a assinatura do vinho.

Numeração: em reservas especiais, alguns produtores costumam numerar a garrafa e o lote.

Safra: ano da colheita da uva. Se for uma grande safra, o preço do vinho é mais alto.

Teor Alcoólico: uma pista importante sobre o corpo do vinho (leve, médio ou encorpado). Quanto maior o teor, mais encorpado tende a ser o vinho, embora outros fatores também contribuam com o corpo.

Rótulo e contra-rótulo do Espumante Joaquim, da Villa Francioni. O rótulo é do tipo sóbrio, sem deixar de ser belo, com letras douradas e linda caligrafia. Para o contra-rótulo, eu daria 3 estrelas. Falta mais informações que agreguem à apreciação, como tempo de serviço (para espumante, é essencial), bem como dicas de harmonização e até a taça ideal para uma experiência de degustação perfeita. 

Uva: o nome da casta que predomina no vinho, caso seja um varietal. Em vinho de corte ou assemblage, pode aparecer o nome de mais de uma uva.

Volume: quantos mililitros de vinho contém a garrafa. A maioria traz 750ml.

O CONTRA-RÓTULO DAS IMPORTADORAS

No Brasil, acontece algo curioso com os vinhos importados. Nossa legislação exige que se informe, na embalagem, os ingredientes do produto. Acontece que em outros países, como a França, por exemplo, não existe essa obrigatoriedade. Para contornar o problema, os importadores costumam acrescentar um novo contra-rótulo à garrafa, a fim de atender às exigências internas. Muitas vezes, este contra-rótulo quebra a harmonia da garrafa, sem falar que chega pobre em informações que fatalmente poderiam ser encontradas no exemplar original.

Amo de paixão esses rótulos dos vinhos chilenos Aves Del Sur. Cada rótulo traz uma ave, mudando de acordo com o tipo de uva. Só por isso, o contra-rótulo poderia ser mais bem aproveitado. Logo, dou 1 estrelinha apenas para ele. É do tipo que só diz o que pede a legislação, ao passo que poderia rolar um textinho, neste caso, informando sobre o Pato. Sem falar nas dicas de harmonização, temperatura de serviço etc.

E aí, pessoal?  Se tiverem um bom contra-rótulo, podem me enviar que publico aqui ou na Fanpage do Facebook. Ultimamente tenho estado à caça de exemplares que sejam originais e, ao mesmo tempo, funcionais.

Boa semana! Bons Vinhos! Tim-Tim!

Imagem: Revista Exame

Quando o Contra-Rótulo Faz Toda a Diferença!

Ultimamente, tenho divulgado não só os rótulos dos vinhos que tenho degustado, mas também os contra-rótulos. Me deparo com alguns muito interessantes e outros nem tanto. Mas, aí, você deve estar se perguntando…

4638478962_02cc5489a7

“Por que falar do contra-rótulo? “

Confesso que se trata de algo que sempre me chamou a atenção antes de comprar minhas garrafas. Gosto dos exemplares que indicam não apenas os aspectos visuais e olfativos, mas também os que apontam sugestões de pratos para harmonizar, notas sobre o produtor e, se possível, uma historinha sobre a origem do nome do vinho ou algum outro texto que me surpreenda. Não curto contra-rótulos com muitos termos técnicos. Apesar de entender um pouquinho de vinhos, admiro a descomplicação e a simplicidade. Afinal, as empresas não conhecem o perfil de seus consumidores tão a fundo, não é mesmo?

13509047_10209012292082378_7293163018077305243_n
Eis um exemplo de contra-rótulo que muito me atrai. Uma historinha sobre o nome do vinho, além de temperatura de serviço, notas de degustação e harmonização. Perfeito!
13537653_10209012306802746_2493701695680974609_n
O rótulo também é um charme e traz o pássaro Petirrojo, que dá nome ao vinho.

WINE INTELLIGENCE

Para confirmar ainda mais tudo o que disse aí em cima, a consultoria Wine Intelligence realizou uma pesquisa com consumidores brasileiros de vinhos finos e constatou que o contra-rótulo é o segundo atributo mais importante na definição da escolha do produto, à frente de país de origem e marca. O primeiro atributo é a recomendação de amigos. 

VINÍCOLAS, EXPLOREM MELHOR SEUS CONTRA-RÓTULOS!

Além disso, acredito que quanto mais informações carrega um contra-rótulo, mais temos a impressão de estar “bebendo história”Ficaria muito feliz se visse um produtor que contasse um pouco sobre o ano da safra, suas conquistas, adversidades e o quanto tudo isso se transformou naquela bebida cheia de personalidade que estarei prestes a degustar. Porém, me deparo com muitos contra-rótulos pobres,  que quando muito indicam a vinícola, o importador e só. Muitas empresas ainda não aprenderam a explorar o contra-rótulo de maneira que agregue ainda mais valor ao seu produto. Há muitos bons vinhos no mercado e certamente isso seria um diferencial e tanto.

13592763_511077915751901_2972098923234819599_n
Este traz um poeminha : “Aroma de liberdade, Corpo que seduz, Cor de felicidade, Rosé como a vida, Brilhante como a luz.” Também traz notas de degustação e temperatura de serviço. Porém, senti falta de dicas de harmonização. Acho importante, sobretudo para os leigos que ficam em dúvida. 
13510798_511077895751903_8957597874550469347_n
O rótulo também é um charme, com essa linda bicicleta com os vinhos, rodeada de pássaros, que traz toda uma ideia de liberdade. 

Então, amigos enófilos, preparem-se, pois pretendo postar muitos rótulos e contra-rótulos. Juntos, ambos formam o par perfeito (ou não), o cartão de visitas do vinho. Espero ter muitas gratas surpresas. Vem comigo!