#Angatu: Música, Arte, Comida Boa e BYOB Para Você Se Deliciar Com Vinho

Estou superfeliz em ajudar a difundir o conceito BYOB (Bring Your Own Bottle) e ver essa ideia dando frutos aqui na minha cidade. Sim, nada como primeiro mudar o lugar onde a gente vive. Por isso, fiquei apaixonada pelo projeto #AngatuNiterói, comandado pela galera do site Explore Niterói com diversas parcerias. Vindo de gente tão querida, certamente eu não poderia esperar outra coisa.

exploreniteroi-angatu1-768x512
CasaDiArte, em Itaipu

Trata-se de jantares itinerantes, que acontecerão em lugares inusitados de Nikity, fora do circuito de restaurantes. E, sim, meu amigo, você poderá levar a sua garrafinha de vinho  para harmonizar com todas as delícias servidas no evento.

Mas e aí? O que é essa história de Angatu? De acordo com os organizadores, trata-se de uma palavra em tupi-guarani que quer dizer “bem estar, felicidade, alma boa”.  Ou seja, tudo a ver com a proposta do evento, que terá sua primeira edição na CasaDiArte, em Itaipu, Região Oceânica de Niterói. Um lugar fofo, cheio de aconchego, arte música e gente do bem.

Nesse primeiro encontro, a temática será vegetariana, light, com a cara da primavera. O cardápio ficará por conta do Chef Ishina, do Puro e Simples Gastronomia, um superprofissional com vivência na Nova Zelândia.

Confira os pratos (entrada, prato principal e sobremesa), com direito às minhas sugestões de vinhos para você curtir o momento em grande estilo.

CARDÁPIO

hummos
Entradinha com Antipasto sempre cai bem

Antipasto: Um trio de homus aveludado, antipasto de berinjela fresca e outro de shitake curado, servido com uma seleção de pães artesanais fresquinhos.

Entrada:
Uma colorida e crocante salada primavera.

Prato principal:
Gnocchi cremoso de mandioca, com pesto de ervas, cogumelos sazonais e nozes tostadas.

Sobremesa:
Um divino bolo de banana com granola, servido com sorvete natural de cacau e molho de caramelo.

torta-de-banana-integral
Sobremesa: Torta Integral de Banana com Sorvete Natural de Cacau. Bom demais!

VINHOS PARA ACOMPANHAR A CULINÁRIA VEGETARIANA

Como os pratos vegetarianos costumam ser leves, vamos optar por rótulos de mesmo peso. Eu pretendo levar um vinho branco, mas aqui os tintos também têm vez, desde que sejam macios e pouco tânicos.

  • Sugestão de Vinho Branco (aposte no frescor): Sauvignon Blanc, Vinho Verde Português, Pinot Grigio, Chenin Blanc, Riesling ou Chardonnay.
  • Sugestão de Vinho Tinto (aposte na leveza): Carmenére, Merlot, Pinot Noir.
  • Sugestão de Espumante: branco, brut ou demi-sec, de preferência Chardonnay.
  • Sugestão de Vinho para Sobremesa: se você quiser levar uma garrafinha para acompanhar a Torta de Banana com Sorvete de Cacau, sugiro Vinho do Porto Tawny (É possível encontrar garrafinhas de 30ml que vão superbem), Espumante Moscatel ou Vinho Late Harvest (Colheita Tardia). 

ENTENDA MAIS DO CONCEITO DO ANGATU

Popup restaurants, também conhecidos como Supper Clubs, são eventos noturnos que ficaram populares em Nova Iorque, Londres, Sydney e outros lugares mundo afora. São uma espécie de laboratório colaborativo pra chefs renomados, músicos talentosos, artistas locais e tantos outros influenciadores  que, reunidos, criam uma experiência exclusiva. São eventos personalizados que misturam a experiência de um restaurante com uma noite agradável entre amigos numa festinha em casa. Amei isso, gente! Quero muitos!

exploreniteroi-angatu-chef
Chef Ishina, do Puro e Simples Gastronomia

INGRESSOS JÁ ESTÃO À VENDA

O jantar será servido às 20h, mas as portas da CasaDiArte estarão abertas desde as 19h para os visitantes. O espaço é limitado a 20 pessoas para essa primeira edição, então garanta já o seu ingresso. O valor é R$70,00 por pessoa e, para adquirir o seu, acesse o evento do #AngatuNiterói no Facebook ou envie um e-mail para contato@exploreniterói.com.br. As vendas estão abertas até o dia anterior do evento, sexta 14.

Sim, É Possível Harmonizar Vinho Tinto e Culinária Vegetariana

Ok, é fato que a maioria dos vegetarianos e afins não consome vinho tinto. Afinal, os rouges só combinam com carne vermelha e esta está completamente fora do cardápio. Porém, quando se trata de descobertas gastronômicas, aposte em tudo! Ouse! Não tenha medo!  O resultado pode ser bastante promissor, afinal, todos os ingredientes envolvidos têm muito em comum, sobretudo porque todos (inclusive o vinho) vêm da terra.

20131212redwineveguse-thumb-625xauto-375493

Certamente, a combinação entre vinho e comida foi feita para trazer à tona o melhor dos dois mundos. Contudo, já se sabe que um bom tinto não precisa de um prato à base de carne para brilhar, seja ela branca ou vermelha.

COMBINANDO VINHO E COMIDA VEGETARIANA

Para harmonizar vinho tinto e refeições à base de vegetais, basta utilizar a mesma regra que você aplicaria para pratos elaborados com carne vermelha. Sendo assim, se você deseja cortar a carne da sua dieta ou simplesmente desfrutar de uma garrafa de tinto da mesma forma que seus amigos carnistas, porém com seu prato vegetariano, espero que esse artigo te dê boas ideias e inspirações.

noodle-1580833_640

APOSTE NOS TINTOS LEVES 

Os exemplares leves são mais fáceis de combinar com pratos sem carne. Sabemos que uma das regras mais básicas de harmonização é aliar alimentos de igual peso. Logo, um tinto de corpo leve, como o Pinot Noir (especialmente os do Oregon, nos EUA) vão bem com pratos repletos de legumes frescos.   

800px-bergstrom_willamette_valley_pinot_noir

Uma combinação clássica é a de Pinot Noir com risoto ou massa elaborados com cogumelos ou qualquer um dos legumes da estação. Se quiser algo mais descontraído, experimente com Pizza Vegan, feita queijo de mandioca. Fica demais!

FESTIVAL DE PIZZAS VEGANS

Apesar de Pinot Noir e  Pizza serem feitos um para o outro, vale destacar que os exemplares italianos são os que mais harmonizam com as receitas originárias do país da bota. Tudo porque os vinhos de uma determinada região tendem a combinar melhor com seus pratos nativos. Portanto, estes casam bem com receitas à base de ingredientes ricos em acidez, como o tomate.

7042195013_3b3d364712_b

Os exemplos ficam por conta do Chianti Clássico (elaborado com a Sangiovese) e de vinhos com Nero D’Avola (casta mais cultivada na Sicília), que trazem resultados incríveis quando combinados com massas com molho de tomate e pizza margherita. Huuummm… Delícia!

LEGUMES GRELHADOS NO VERÃO

A primavera está aí e nada melhor que investir nas verduras e legumes, mesmo que você não seja vegetariano. Assim, que tal um churrasco vegan, com direito a Tofu e Hamburguer de Legumes ou Proteínas Alternativas, como a Soja? Fato que, quando grelhados, esses alimentos adquirem um certo odor defumado que sim, vai superbem com vinhos tintos mais encorpados, como Cabernet Sauvignon ou Zinfandel.

3221737863_91cf9e4eb9

Imagine o Tofu ou a Couve-Flor, temperados com alho, alecrim ou especiarias? Ficam suculentos, leves e saborosos. Ou seja, tudo a ver com um verão fit.

VINHOS IDEAIS PARA A CULINÁRIA VEGETARIANA

Resumindo, os vinhos ideais para refeições sem carne são: Pinot Noir, Zinfandel, Cabernet Sauvignon, Chianti Clássico (Sangiovese) e o Nero D’Avola. 

Ao pesquisar para esta postagem, pensei não só nos meus amigos vegetarianos e vegans, mas nas mães de crianças com APLV (alergia a proteína do leite de vaca). Sim, vocês podem ser felizes com vinho e comer o mesmo que seus filhos.

Boa quarta! Tim-Tim!

Referência: Vivino, drinks.seriouseats.com