Ávidos Douro: História de Amor e Inspiração Para o Dia dos Namorados

O Dia dos Namorados está chegando e nada melhor que celebrar com a nossa bebida favorita. Nessa hora, não importa se você tem ou não companhia. O que vale à pena mesmo é se cercar de gente querida e, sim, brindar ao amor em todas as suas expressões. 

COISA DO DESTINO

E quem me conhece sabe que acredito muito em destino. Realmente, nada acontece por acaso. Sendo assim, estava eu dando aquela olhadinha básica no Facebook até me deparar com um vinho de rótulo APAIXONADO. Desse jeito, em letras maiúsculas! Lindo e com um belo coração estilizado. Na mesma hora tive vontade de provar esse néctar romântico e ao mesmo tempo misterioso.

13335664_1804709913093649_5957848383132101623_n

Poucos minutos depois, eis que uma grande-recente-amiga me chama para dizer que poderia me colocar em contato com um dos casais que produz o vinho em Portugal, na região do Douro Superior. O mais curioso é que eles vivem no Rio de Janeiro. “Só podia ser coisa do destino”, pensei.

TUDO COMEÇOU COM UM CASAL APAIXONADO

O amor com que Christiane e Plínio falam de seus vinhos já declara o porquê do nome de seus rótulos principais. Amantes da bebida dos deuses, sempre acabavam visitando regiões vinícolas pelo mundo, ainda que este não fosse o motivo principal de suas viagens. 

13307201_1142766799120542_6935542909881693380_n
O casal Christiane e Plínio Simões

Até que um dia, no meio dessas andanças, se depararam com uma área no Douro, mais precisamente no Douro Superior, na margem direita do rio português. Trata-se da área mais seca e ensolarada do lugar, semi-árida, onde a videira chora e sofre para produzir poucos cachos de maravilhosas uvas. Sim, foi amor à primeira vista como visto nos melhores romances!

“É uma área de beleza pungente, sofrida, onde, de imediato, se é tomado por uma sensação diferente, inquietantemente agradável. Em 48 horas estávamos negociando a área, em 72 assinamos um compromisso e começamos a trabalhar nas vinhas, assistidos por um fabuloso enólogo, que nos ajudou em todos os passos do caminho.” contou Plínio

Após a paixão arrebatadora, o casal passou a pesquisar toda a história do lugar, tentando entender ao máximo de onde vinha a energia inusitada daquele terroir, bem como de suas sofridas videiras. Aos pouco, foram descobrindo as origens e  lendas daquela micro-região. Logo, se entregaram por completo, na companhia dos amigos Elsa e Marcos que, igualmente atraídos pelo local, compraram as terras vizinhas e , desde então, se tornaram sócios de Chris e Plínio na produção dos vinhos. 

GUIADOS POR UMA HISTÓRIA DE AMOR E INSPIRAÇÃO

Uma dessas lendas que até hoje inspira o casal trata da história de uma donzela lusa, dos tempos da Lusitânia, que se perdeu de paixão por um conquistador romano. Não aceitando o romance, os pais a esconderam fora dos limites da Lusitânia, atravessando o Rio Douro até a sua margem direita, mantendo-a em propriedades próximas ao rio, na Lousa, justamente onde se encontra o terroir da Ávidos Douro.

alcohol-1853380_640

Nesse local, a donzela passava dias e noites a chorar e a vagar perdida pelas encostas dos morros, com suas lágrimas impregnando as terras com seus sentimentos de amor, paixão, saudade e anseio pelo reencontro.

Estava explicada a energia que Christiane, Plínio, Elsa e Marcos sentiram e que é vivenciada por todos os que visitam os vinhedos, que relatam se sentir “diferentes”, embora sem saber explicar como ou por que.

A ÁVIDOS DOURO

Após esse turbilhão de sentimentos, não foi difícil concluírem que tanto a vinícola quanto seus quatro vinhos tintos (três ainda a serem lançados) deveriam orbitar em torno do amor sempre evocar essas emoções e desejos típicos de quem não se conforma e quer mais, tal qual os casais apaixonados.

ávidos

Logo, o nome Ávidos é uma  homenagem a quem anseia, a quem quer e não se contenta, sonha grande e corre atrás, de um amor, de uma conquista.

Apaixonado, para quem já alcançou o estágio seguinte, já sucumbiu à paixão, sendo esta realizada ou não, assim como o casal da lenda.

Anónimo, para não nos esquecermos do amor perdido que às vezes não mais se consegue sequer identificar, como o soldado da antiga lenda.

E, por fim, Amavio, palavra do português arcaico, quem sabe contemporânea dos  nossos apaixonados, usada para designar uma beberagem que favorece ao amor, ao entendimento, à sedução. Os dicionários antigos não esclarecem que beberagem era essa, mas, para nós, temos a certeza moral de que era o vinho!

NOTAS DE PROVA DO APAIXONADO

APAIXONADO 2016 ROSÉ 12,5% de volume alcoólico

O amor é cor-de-rosa, assim como esse Rosé, elaborado 100% com uvas da casta Touriga Nacional. A cor é linda, delicada e envolvente. Um rosa claro que não se parece com cereja e muito menos casca de cebola. Uma coloração única!

WhatsApp Image 2017-06-04 at 20.18.24

No nariz é floral e frutado, com notas de morango e cerejas frescas. Possui boa acidez e final redondo de média persistência, pedindo mais um gole. Surpreendente para uma primeira safra! Realmente, apaixonante.

APAIXONADO TINTO 2014 – 13,7% de volume alcoólico

Segundo Plínio Simões, o ano de 2014, apesar de períodos de bastante calor e seca, teve na época da maturação das uvas, Agosto e Setembro, temperaturas amenas e alguma chuva, permitindo uma maturação dos açúcares e taninos bastante equilibrada. Estas condições permitiram fazer vinhos muito elegantes e equilibrados com boa acidez e taninos suaves.

O APAIXONADO TINTO 2014 possui coloração rubi intensa, com reflexos violáceos. Produzido com as castas Touriga Franca, Tinta Roriz, Touriga Nacional e Tinta Amarela, se expressa com aroma de frutas vermelhas maduras e um toque de especiarias. Apesar de ter estado por 16 meses em barrica de carvalho, o vinho é bem frutado e a madeira se apresenta de forma equilibrada, responsável por boa parte do “borogodó” do vinho que é, por si só, muito sedutor.

WhatsApp Image 2017-06-04 at 20.17.41

De taninos sedosos, possui um final de boca persistente (contei mais de 8 segundos). Digo para vocês que até da minha parte foi amor à primeira vista, tendo sido inesquecível na comemoração do Dia do Sommelier, no último sábado, 3 de junho.


Enfim,  é muita inspiração junta para esse Dia dos Namorados! E se você quer conquistar alguém, trata-se de uma ótima motivação. Afinal, certamente vai impressionar o seu amor.

Por fim, como bem me disse o Plínio, da Ávidos Douro,

“Um conselho de amigo: se não queres terminar dona de vinhedos, não se aventure na região. No máximo, tome o Apaixonado, tinto ou rosé, ou o Ávidos, Anónimo e Amavio, quando chegarem. De preferência, junto com a cara metade.”

Pois é, Plínio. Esse conselho só me deu ainda mais vontade de visitar essa região tão mítica que somente os casais apaixonados compreendem. Quem sabe um dia não chego naquelas terras em companhia da minha cara metade numa viagem romântica, hein? Me aguardem!


ONDE COMPRAR NO RIO DE JANEIRO:

1) Casa Carandaí
Rua Lopes Quintas, 165 – Jardim Botânico

2) Candy da Barra
Av. Armando Lombardi, 800, Loja N – Barra

3) Delly Gil
Rua Gilberto Cardoso, 1, loja 8 – Leblon (Cobal do Leblon)

ONDE ENCONTRAR NO DOURO, EM PORTUGAL

1) DOC – Rui Paula
Estrada Nacional, 222
Armamar – Douro
Tel.: +351 25465-8123

2). Restaurante Papa Zaide
Provesende – Douro
Tel.: +351 254 731 899

3) Garrafeira Gato Preto
Av João Franco
5050-226 Peso da Régua – Douro
Tel.: +351 25431-3367

4) Doces da Puri
Beco do Jaime 30
5140-182 Parambos -Douro Superior
+351 278 685233
http://www.docesdapuri.com

5) Pousada Barão Forrester
Rua Comendador José Rufino
5070 031 Alijó – Douro
+351 25995-9215

6) Taberna da Helena
Av. Aquilino Ribeiro s/n
5140.058 Carrazeda de Ansiães – Douro Superior
+351 278 615 083

ONDE ENCONTRAR NO PORTO, EM PORTUGAL

1) DOP – Rui Paula
Palácio das Artes, Largo de S. Domingos 18
4050-545 Porto
+351 22 201 4313

2) Restaurante Casa da Foz – Antônio Guimarães
+351 226 177 636


ONDE DEGUSTAR NO RIO:

1) Laguiole
Av. Infante Dom Henrique, 85
Glória – Rio de Janeiro
+55 21 2517.3129 / 98744.8679
reserva@laguiole.com.br
http://www.bestfork.com.br/laguiole/adega.php

2) Giuseppe Grill Leblon
Av. Bartolomeu Mitre, 370
Leblon – Rio de Janeiro
contato@giuseppegrill.com.br
+55 21 2249.3055
http://www.bestfork.com.br/giuseppegrill/leblon/

3) Lorenzo Bistrô
Rua Visc. Carandaí, 2
Jardim Botânico – Rio de Janeiro
http://www.lorenzobistro.com.br
+5521 3114 0855


Um belo Dia dos Namorados com muito amor e vinhos! Tim-Tim!

5 Wine Drinks Para Fazer Em Casa e Curtir no Feriadão

EDITADO em 26/02/2017

É carnaval, época de alegria e muita festa! Pensando nisso, hoje trouxe uma ideia sensacional para agitar seu feriadão. Que tal reunir os amigos para uma noitada regada a deliciosos drinks com vinho? Afinal, a nossa bebida favorita também tem tudo a ver com  descontração.

cocktails-948353_640

Anote as receitinhas e divirta-se:

1 – BELLINI 

Ingredientes:

  • 100 ml de Prosecco ou Espumante Brut
  • 500ml de purê de pêssego (suco de caixinha também vale – prefira as versões sem açúcar)

23427667510_3c820edd1f_b

A receita original pede o uso da polpa de pêssegos esmagadas e feita como um purê, misturada com o Prosecco. Se não encontrar um bom Prosecco, substitua por Espumante Brut. Tudo feito lentamente de modo a não causar perda excessiva de gás do espumante. Em seguida, deve ser servida em taça flûte.

2- CHARDONNAY ICE TEA

Ingredientes:

  • 30ml de vinho Chardonnay
  • 30ml de Gin
  • 30ml de chá de camomila
  • 20ml de suco de limão
  • 14ml de mel
  • 1 xícara e 1/2 de gelo
  • raspas de limão thaiti para decorar

chard-iced-insideModo de Fazer:

Prepare 250ml de chá de camomila e deixe em infusão por 45 segundos, a fim de extrair o máximo de sabor. Deixe esfriar e, em seguida, reserve 30ml e, ao menos que você queira fazer mais de um drink, descarte o restante. Coloque o chá e o mel numa coqueteleira e agite para diluir o mel. A seguir, adicione o restante dos ingredientes e agite com o gelo. Despeje em uma linda taça, decore com as raspas de limão e voilá!

Rende 1 drink.

3 – CAIPIRINHA DE VINHO BRANCO CHARDONNAY

Receitinha:

  • 1/2 xícara de vinho branco Chardonnay (também pode ser Sauvignon Blanc)
  • 1/2 xícara de uvas verdes sem caroço.
  • Folhas de Hortelã a gosto.
  • Gelo a gosto.

maxresdefault (1)

Modo de Preparo

Com um socador, esmague as uvas dentro de uma coqueteleira. Adicione o vinho, as folhas de hortelã e o gelo. Agite bem. Coloque em uma taça de vinho ou própria para coquetel.

4- KIR E KIR ROYAL

KIR ROYAL: Em uma taça do tipo flûte, coloque um quarto de licor-creme de cassis e complete a taça com espumante Brut. No Brasil, é comum servir esse coquetel com uma cereja no fundo da taça.

7423460094_b60cd69017_z

KIR: Em uma taça coloque  três quartos de vinho branco gelado (Chardonnay ou Sauvignon Blanc) e um quarto de licor-creme de cassis sobre ele. Pode-se utilizar outros vinhos brancos, mais frutados e doces, como o Riesling, por exemplo. Apenas cuidado para o drink não ficar muito enjoativo.

5 – CLERICOT COM SAUVIGNON BLANC

Ingredientes:
  • 1 Garrafa de vinho branco gelado Sauvignon Blanc
  • 2 Xícaras de frutas picadas – uva, maça, manga, morango, kiwi, tangerina/laranja, pêssego, banana (pode parecer uma combinação inusitada, mas pode ir na fé que funciona)
  • 2 Cálices de licor de laranja (Grand Marnier, Cointreau, o da Sua Avó, etc)
  • 2 Cálices de club soda ou água com gás (também pode ser espumante)
  • Gelo picado
  • Açúcar a gosto (eu não batizaria o Sauvignon Blanc com açúcar, mas já que a receita pede, fica a critério de cada um)
o-clericot-leva-maca-uva-morango-abacaxi-e-espumante-brut-1436288843287_615x470
Foto: Divulgação Primeiro Bar
Modo de preparo:
  • Coloque as frutas picadas em uma jarra e despeje o licor sobre elas. Espere alguns minutos.
  • Adicione o ClubSoda, ou espumante, e o gelo picado. Por último o vinho branco bem gelado
  • Açúcar se achar necessário.
  • Sirva a jarra com uma colher, para poder incluir as frutas nas taças

E aí, animados com a ideia? Então, convoquem os amigos para curtir os dias de folia de  uma forma totalmente diferente!

Bom fim feriadão! Bons Drinks! Bos Vinhos! Tim-tim!

5 Pratos Para Acompanhar Um Bom Vinho Rosé

Ah, novamente o meu querido Rosé! Aquele vinho que tem sido redescoberto por milhares de enófilos ao redor do mundo. Um néctar versátil e sedutor, que pode ser degustado tanto no verão quanto no inverno.

Ainda hoje, vejo muito gente em dúvida sobre quais os pratos culinários que mais combinam com os rosados. E hoje trouxe algumas sugestões de pratos que casam superbem com rosés. Seja para descomplicar o cardápio do restaurante ou preparar no conforto do seu lar.

1- BATATAS-FRITAS COM MOSTARDA DIJON

Descobri essa novidade no Facebook e estou ansiosa para experimentar. Mais fácil, impossível! É perfeito como prato de entrada e agrada a todos. Escolha uma mostarda de qualidade (nem precisa ser Dijon) e delicie-se.

ROSÉ IDEAL: O seu favorito. Aqui, valeria até um Espumante Brut Rosé. Explosão de sabores!

dijon_rosé

2- BACALHAU À BRÁS 

Das terras de Camões, com certeza é a minha receita favorita! Bacalhau à Brás (ou também Bacalhau à Braz) é um típico prato português de bacalhau. Sendo um dos pratos mais populares confeccionados com este peixe, consiste em bacalhau desfiado, batata palha frita, cebola frita às rodelas finas, ovo mexido, azeitonas e salsa picada. É muito consumido em Portugal e também em Macau. O excelente sabor depende da relação dos componentes da receita, principalmente a quantidade de cebola em relação ao bacalhau e o azeite usado para efetuar este prato. A receita foi criada por um taberneiro do Bairro, em Lisboa, de nome Brás (ou Braz, como era uso escrever nessa época).

ROSÉ IDEAL: Um exemplar Português dos bons, como os tradicionais Mateus, Casal Garcia, Calamares ou Casal Mendes.

861053268_6de69a34d2

3- SALMÃO GRELHADO

Particularmente, eu amo pratos à base de salmão, tanto cru quanto cozido. Uma proposta bem light é o salmão grelhado, acompanhado daquela saladinha esperta. Pode ser com ervas ou com um molhinho à base de frutas ácidas, como laranja ou maracujá. Fica simples e divino! 

ROSÉ IDEAL: Um rótulo da região da Provence, bem aromático. Maravilhoso!

seafood-1178990_640

4 – SPAGHETTI AI GAMBERI

O Spaghetti ai Gamberi, ou espaguete ao molho de camarões, é um prato muito comum nas cidades litorâneas da Itália. Essa delícia faz parte da maioria dos cardápios dos restaurantes de massas e só de pensar em combiná-la com um belo rosé, já me deu água na boca.

ROSÉ IDEAL: Que tal um exemplar nacional, da Serra Catarinense ou do Vale dos Vinhedos? Aposto que você vai se surpreender. Outra ótima opção seria um Rosé Espanhol, como o Vina Brava, do mestre Miguel Torres. Quando vejo um prato com camarões, logo me lembro da Espanha. Perfeito!

espaguete_gamberi

5- RAVIOLI DE ESPINAFRE COM RICOTA

Mais um prato italiano à base de massa. Se for fresca, melhor ainda! De fácil digestão, é perfeito para um encontro romântico! É leve e muito saboroso. Acredito que um Canelone Verde Recheado Com Ricota também funcione bem nesse caso. Bom demais!

ROSÉ IDEAL: Aqui eu escolheria um Rosé Argentino, elaborado com uvas Malbec. Particularmente, acho que casaria bem com o sabor do prato, ainda mais se vier acompanhado de molho de tomates e queijinho parmesão. 

5587774639_94e31871f7

Nesse artigo, sugiro os rosés que eu escolheria para cada um desses pratos. Mas fique à vontade para optar pelo seu rótulo favorito. Na verdade, o que conta é que os pratos mencionados são perfeitos para combinar com os rosados. Espero que você tenha uma degustação maravilhosa!

Tim-Tim!

3 Dicas Para Escolher Um Vinho Especial No Jantar de Dia dos Namorados

O Dia dos Namorados (12 de junho) vem aí e nada como comemorar a data ao lado do seu amor. Se for com vinhos, então, melhor ainda! A bebida é tida como a mais romântica de todas, pois estimula o envolvimento e a troca de experiências, além de ser charmosa e render longas conversas à luz de velas.

wine-600134_640

Por tudo isso, em um jantar a dois, seja num restaurante ou em casa, é preciso fazer as escolhas certas. Nessa hora, a primeira coisa que vem à cabeça é o champanhe ou espumante. Ótimo! Mas existem outras opções igualmente sedutoras. Dá só uma olhada nessas dicas:

1 – USE O BOM SENSO

Pratos pesados, à base de carne vermelha e vinhos fortes, definitivamente não combinam com namoro. Desta forma, descartamos todos os tintos encorpados e repletos de taninos. Logo, ficou bem mais fácil escolher o vinho.

2 –  PRATOS LEVES 

Receitas à base de peixes, carnes brancas e frutos do mar são elegantes e super indicadas para um jantar de Dia dos Namorados. Ainda bem, pois os vinhos que irão acompanhá-los deverão ser igualmente leves, como Sauvignon Blanc, Chenin Blanc, Pinot Gris, Chardonnay ou Riesling. Se o prato for de salmão, opte um Rosé: nada mais romântico! 

3 – PRATOS DE MÉDIO PESO

Não descarte um meio-termo, ou seja, pratos nem tão pesados e nem tão leves, como massas com molho vermelho, por exemplo. Nesse caso, opte por tintos arredondados e de corpo médio, como Pinot Noir, Merlot, Cabernet Franc, Gamay ou Malbec. Com certeza, esses exemplares darão ainda mais charme a essa noite toda especial.

wine-1267577_640

SOBREMESA:  Vinho do Porto, que estimula longas conversas. O resto é com você. 😉