Vinhos Perfeitos Para Harmonizar Com as Ceias de Fim de Ano

Enoamigos, eu simplesmente adoro o Natal, o Ano-Novo e tudo o que envolve essa época do ano (com exceção do calor, é claro!). No que se refere à gastronomia, por exemplo, alguns pratos já são supertradicionais, como Panetone, Chester, Pernil, Tender, e Rabanadas. E, sem dúvida, todas essas iguarias combinam muito mais com vinhos do que com qualquer outro tipo de bebida.

Christmas-Dinner

Mas, aí, talvez você se pergunte: Com quais vinhos? Sim, quando se trata de tanta variedade de pratos, é normal a gente se confundir  na escolha!

Pensando nisso, abracei meus livros de harmonização e resolvi traçar esse pequeno guia para criarmos verdadeiros enlaces felizes entre as delícias de fim de ano e os nossos amados vinhos. Ah, e com dicas de rótulos para vocês! Curtiu? Então, Vamos lá!

PERU, FRANGO E CHESTER

Esses pratos são tão tradicionais que dificilmente você verá uma ceia sem, pelo menos, um deles. E eles estão presentes desde os tradicionais assados até o salpicão. São carnes de boa suculência e temperos marcantes, que pedem vinhos elegantes, leves e de taninos pouco acentuados. Vamos aos vinhos.

Latido de Sara Rosé, Navarra (BelleCave, 75,00):

Um Rosé espanhol 100% Granacha, de Navarra. No nariz, frutas suculentas e um frescor que combina demais com o verão e as festas de fim de ano.

latido de sara

Wave Series Pinot Noir, Chile (Pão de Açúcar, 49,90):

Um tinto leve com ótima tipicidade de Leyda Valley, no Chile. Perfeito para ser servido fresco, com temperatura em torno de 12, 13 graus. Um excelente pinot sul-americano com ótimo custo-benefício.

wave series

PERNIL E TENDER

Mais dois pratos clássicos e que marcam presença em muitas mesas brasileiras. O Tender é meu favorito! Com mel e cravo fica uma combinação agridoce diferente que eu amo! O pernil, na casa dos meus pais, por exemplo, demora mais de um dia para ser assado. Para essa dupla imbatível e suculenta, tintos mais potentes e incorpados costumam ser sucesso garantido.

Barone Montalto Acquerello Syrah Terre Siciliane IGT 2015 (Grand Cru, 64,00)

Um Syrah italiano que faz jus aos rótulos da Sicília, que têm surpreendido muito posivamente. Frutas vermelhas, alcaçuz e um mentolado que chama a atenção a cada girada de taça. Isso com o Tender..Hummm… salivei só de pensar.

barone_montalto

Eis um Tannat brazuca de responsa, perfeito para uma ocasião especial. O Corcéis, da Vinícola Helios, inclusive foi medalha de ouro na Grande Prova de Vinhos do Brasil 2017. Um rótulo de presença, com estágio em barrica e que esbanja potência e fruta madura. Com o pernil é nota 1000!

corcéis

BACALHAU

Mais um super campeão de audiência das festas brasileiras! Herança dos portugueses, os pratos à base de bacalhau são tão variados que eu nem me arrisco em citar um mais específico. Ele está presente inteiro, em postas, ou desfiado em saladas, entre outras delícias de forno. Gosto de harmonizar bacalhau de duas formas, ambas sob o aspecto regional. Com branco e tinto. Eis os eleitos:

Vinho Verde Alvarinho Deu La Deu Branco (na facha de 100,00)

Esse Alvarinho é um de melhores custos-benefícios do mercado em se tratando de vinho verde. Elaborado com a casta Alvarinho, tem ótima acidez e elegância, com aromas de frutas tropicais, mel e um toque herbáceo.

ALvarinho

Monte Velho Escolha dos Enólogos 2016 (Wine.com, 49,00)

Tanto o do Rótulo Azul, vendido na Wine, quanto o clássico Monte Velho do rótulo preto, é sucesso garantido em termos de qualidade e preço. Muitas frutas vermelhas, com destaque para framboesas e amoras. É um corte de Aragonez, Trincadeira, Touriga Nacional, Syrah que expressa de forma leve e elegante o terroir do Alentejo. Aproveita que a Wine está com frete grátis para as regiões sul e sudeste neste fim de ano e se joga!

montevelho

 

RABANADA E PANETONE

Enfim, chegou a hora de fechar a ceia com chave-de-ouro, com as saborosas rabanadas e o tradicional panetone de frutas. Para eles, indico vinhos de sobremesa que tenham o mesmo ou maior teor de doçura que o dos pratos em questão. 

Espumante RAR Moscatel (RAR, R$42,05)

O RAR Moscatel é produzido no Vale do São Francisco, região do Nordeste que demonstra dia após dia uma vocação nata para espumantes. Possui aroma intenso, fresco e típico, com notas de jasmim e outras flores brancas, guaraná, cítricos e mel. Perlage fino e elegante, além de uma doçura típica dos vinhos com esse estilo.

rarmoscatel

De Martino Legado Sémillon Late Harvest 2005 (350ml) (Decanter, R$158,00)

Muita gente não daria R$158 num vinho de sobremesa. Mas, quem aprecia os doces botritizados (atacados pela podridão nobre) vai se encantar por esse chileno 100% Sémillon. É simplesmente o melhor que já provei do estilo em se tratando de Novo Mundo e, sem dúvida, apresenta-se como um opção mais em conta que os caríssimos Sauternes. De coloração âmbar opaca, chega intenso, com notas de damasco seco, mel, compota de laranja, marzipã e tabaco. Fresco e cheio de presença em boca, possui final muito persistente. Muito especial!

DeMartino


Então é isso, enoamigos, adoro terminar um post inédito com sensação de dever cumprido. Sim, 2017 foi um ano de muitas descobertas profissionais e, em termos vinífetros, nem se fala! Conheci muita gente especial, fiz amizades queridas… enfim, estou pronta para recomeçar com ainda mais gás. Me aguardem!

E, claro, nessa brincadeira não podemos nos esquecer dos espumantes! Sim, as borbulhas são versáteis e os de estilo Brut, Extra-Brut e Nature, por exemplo, podem acompanhar uma refeição completa da entrada ao prato principal. Esses eu vou deixar para um próximo post, Ok? Me aguardem! 

Só na contagem regressiva para 2018!

new-years-eve-2840098_640

Até a próxima! Ótimos vinhos! Boas festas! Tim-Tim!

Nesse Fim de Ano, Liberte o Bartender Que Existe em Você

Amigos, o fim do ano já está aí. Nossa, como passou rápido! E quando se trata de Festa da Empresa, Natal e Reveillon, a gente tem mais é que comemorar mesmo. Com muito vinho e espumante, óbvio!

Acabo de me lembrar de um passado distante, quando no último dia de trabalho antes das férias coletivas eu fazia questão de comprar uma meia-garrafa de espumante para bebericar na barca, a caminho de casa. Era o meu rito de passagem particular…rsrsrs…

1c8c3b9080532f196e41ede4b0a52ce5

O tempo passa, mas algumas tradições permanecem intactas. Logo, o que eu mais bebo no fim do ano, sem dúvida, são os nossos amados espumantes. E no verão as borbulhas devem ser consumidas sempre, independente se existe ou não uma ocasião especial. 

AGORA VOCÊ É O BARTENDER: SURPREENDA SEUS CONVIDADOS 

Com inspiração nas festinhas de fim de ano, hoje eu vou ensinar o passo-a-passo de tudo o que você vai precisar para criar sua própria champanheria e impressionar suas visitas.

ESPUMANTE 

Esse é o ingrediente básico. Acho bacana variar os estilos, pois nem todos são amantes do Brut. Sendo assim, procure incluir exemplares doces, demi-sec e extra-brut. Se a grana estiver curta, opte por rótulos nacionais. A maioria está dando banho nos importados. Divida as despesas entre os amigos e sejam felizes!

 MISTURADORES

Deixe a sua champanheria com pinta de profissional e invista em sucos e purês de frutas para incrementar seus drinks com espumantes. E para criar receitas como Beliini, Rossini,  Arise My Love e Kir Royal, é essencial ter misturadores sempre à mão.

FRUTAS FRESCAS

Adoro quando encontro frutas embebidas em álcool no final do meu drink. Por isso, antes de tudo, garanta morangos, kiwi, pêssego, laranja etc; tudo fresquinho para deixar as bebidas ainda mais atraentes. Mantenha, ainda, um estoque de frutas congeladas que fazem as vezes de cubos de gelo. Agradável, frutado e não deixa o espumante aguado.

ERVAS 

Em certas misturas, um toque vegetal sempre cai bem. Por isso, invista em ervas frescas, que darão aroma e complexidade às suas criações. Eu gosto muito de usar hortelã, alecrim e manjericão. Nunca experimentei com espumantes, mas nas caipirinhas eu te garanto que fica divino.

RODELAS DE LIMÃO E LARANJA

Quer adicionar um pouco de acidez às suas criações? Então, corte rodelas de limão tahiti, siciliano e laranja e decore as bordas das taças. Fica lindo, sutil e muito, muito charmoso!

APEROL

O Aperol é um aperitivo, uma espécie de “Campari Italiano” que caiu nas graças dos brasileiros amantes de espumantes. Com ele, é possível criar drinks como o famoso “Spritz”, cuja receitinha você confere a seguir:

aperol

A melhor maneira de preparar o drink é seguindo três passos:

1) Coloque 3 partes do seu espumante favorito, cerca de 60 ml no copo com gelo;

2) Acrescente 2 partes de Aperol, cerca de 40 ml;
3) Complete com 1 parte de água com gás e finalize com uma fatia de laranja para decorar.

Quem me conhece sabe que eu adoro brincar de Bartender. E o bom dos drinks com espumantes é que são bem fáceis de fazer. Não é necessário prática, muito menos habilidade. Sem falar que o resultado fica maravilhoso. Todos amam!

Além disso, hoje é sexta, um ótimo dia para praticar!

CONFIRA AQUI 5 WINE DRINKS PARA PREPARAR EM CASA 

Bom fim de semana! Bons drinks! Tim-Tim!

Imagens: Vine Pair, Aperol (divulgação)