Burguer Fest Fica Melhor com Vinhos

Olha o hambúrguer de novo aí, gente! Hoje começa o super Roteiro UOL Burguer Fest, um evento que tem por objetivo oferecer receitas exclusivas de hambúrguer, elaboradas com exclusividade por chefs, lanchonetes, food trucks e restaurantes.

mocoto_4-634x390

Criado como SP Burger Fest, o circuito movimentou 21 estabelecimentos na cidade de São Paulo em 2012, durante duas semanas do mês de dezembro. Em maio de 2013, para a 2ª edição, o número de parceiros dobrou, com a participação de 43 casas. Desde então, o festival expandiu-se para outras cidades brasileiras. Nas sete edições realizadas entre 2012 e 2015, foram consumidos cerca de 500 mil hambúrgueres por 600 mil pessoas.

EDIÇÃO BURGUER FEST 2016

Para a 8ª edição, que acontece de 17 de junho a 1º de julho de 2016, os fãs de hambúrguer poderão experimentar receitas exclusivas de mais de 300 restaurantes em 15 cidades do Brasil, entre elas, São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Belo Horizonte, Campinas, Jundiaí e Ribeirão Preto. Em São Paulo, restaurantes renomados como Riviera, Barê, Camden House, Meats, Big Kahuna Burger, Lanchonete da Cidade, Astor, ICI Brasserie, Taberna da Esquina, Capim Santo, Mimo, Obá e Esquina Mocotó e Z Carniceria participarão da programação. Todos os restaurantes participantes criarão um hambúrguer exclusivo para o festival e irão servi-lo apenas durante o período de realização.

QUE TAL CRIAR O SEU?

Não é preciso ser chef para criar um hambúrguer com cara de Burguer Fest. Dá só uma olhada nesse post que publicamos, anote a receita e prepare seu próprio hambúrguer artesanal em casa. Nesse outro artigo, você vai conhecer um pouco mais a história dessa iguaria e, de quebra, conferir como foi a minha experiência de degustar um belo hambúrguer com vinho no aconchego do meu lar.

hamburguer

COM VINHOS FICA AINDA MELHOR

Por experiência própria, lhe asseguro que Hambúrguer e Vinho foram feitos um para o outro! Opte por exemplares que, em geral, casam bem com carne vermelha, ou seja, aqueles encorpados ou de corpo médio, com taninos bem presentes e que realmente imploram por carne, tais como:

  • Cabernet Sauvignon
  • Merlot
  • Tannat
  • Malbec
  • Syrah
  • Carmenére
  • Entre outros….

Eu provei com um corte de Cabernet Sauvignon com Merlot e ficou espetacular! Para os mais ousados e gordurosos, sugiro um Syrah. Permita-se e experimente com seus rótulos favoritos e se surpreenda! 

IMG_20160525_221343631

Porém, nesse caso, eu não arriscaria um rótulo com passagem muito longa por carvalho, ao ponto da madeira mascarar o sabor frutado do vinho. Também acho perfeitamente possível combinar esse prato com um bom espumante ou vinho rosé.

BURGUER FEST

O Roteiro UOL Burguer vai de 17 de junho a 1º de julho de 2016. Clique aqui para conhecer os participantes e cidades que serão invadidas por esse super evento.

Celebre o Dia do Hambúrguer na Companhia de Um Bom Vinho! Testei e Aprovei.

Amanhã, 28 de maio, comemoramos o Dia do Hambúrguer. Vocês se lembram do artigo que escrevi sobre a harmonização dessa delícia com vinho? Colocaram em prática? Pois eu me inspirei e, na véspera do feriado, decidi testar aqui em casa. Escolhi um assemblage (mistura) de Cabernet Sauvignon e Merlot para acompanhar. Ficou divino!

hamburguer
Meu hambúrguer ficou uma delícia!

E já que as hamburguerias artesanais tomaram conta do Brasil, não tem desculpa para deixar de saborear essa super-combinação! Basta pedir para a viagem e desfrutar na companhia de pessoas especiais e de uma boa garrafa de vinho tinto.

Como o dia foi corrido aqui em casa, não teria tempo de preparar a carne caseira, com a receitinha da Vanessa, que postei aqui. Então, comprei o hambúrguer de fraldinha da marca Wessel. Espetacular! São 165g de carne e ficou muito parecido com um artesanal da melhor qualidade. Na hora do preparo, basta seguir direitinho as instruções da embalagem. Ao colocar na chapa ou frigideira previamente aquecida, basta deixar 2 minutos de cada lado e Voilá! Para incrementá-lo, você pode colocar alface, queijo, tomate, maionese, cream cheese ou o que mais a sua imaginação mandar.

IMG_20160525_221343631
Escolhemos um Vinho de São Joaquim (SC). #terroirnacional

HISTÓRIA DO HAMBÚRGUER

Você deve estar achando que foram os americanos que criaram o hambúrguer, certo? Errado! Eles ajudaram bastante, adicionando o pão à receita e tornando-o um sanduíche. Porém, a iguaria chegou à América trazida por imigrantes alemães, vindos de Hamburgo.

Muitos acreditam que o hambúrguer fora criado no século XVII, em Hamburgo, na Alemanha. Contudo, estudiosos já comprovaram que o prato foi criado muito antes, no século XIII, na Mongólia, quando os cavaleiros amaciavam a carne, colocando-a debaixo das celas dos cavalos.

Assim, o hambúrguer começou a se espalhar pelo mundo, sendo que os nômades da Ásia Ocidental foram alguns dos responsáveis por isso. Afinal, foram eles que desenvolveram uma técnica de temperar a carne para conservá-la por mais tempo. A cidade de Hamburgo na Alemanha só entra na história depois dessa técnica, pois marinheiros alemães passaram a cozinhar a carne que era consumida crua e levaram a iguaria para a América.

A partir daí, os americanos incorporaram o hambúrguer à sua cultura, tornando-o conhecido em todo o mundo. Então, apesar de não terem sido os criadores do hambúrguer, eles foram muito importantes para sua divulgação, sem falar que os EUA são o país que mais consome o prato anualmente.


Eu dividi essa delícia com o maridão, que também superaprovou a combinação com o vinho. O sabor da carne foi potencializado, sobretudo quando juntávamos o hambúrguer com a bebida na hora de degustar. Com certeza faremos mais vezes! E amanhã, que tal comemorar o dia dessa iguaria em grande estilo? Bora experimentar!

Dia do Hambúrguer: Combine Essa Delícia com Vinhos e Seja Feliz

Dia 28 de maio é o Dia do Hambúrguer e sem dúvida trata-se de uma iguaria que já caiu no gosto do brasileiro! Basta ver que as hamburguerias artesanais estão tomando conta do mundo. Acaba de abrir uma bem pertinho da minha casa e, como boa amante do néctar de Baco, me peguei pensando sobre como combinar essa iguaria com um bom vinho.26663923671_50d8763b6c

Acima de tudo, hambúrguer harmoniza com descontração, risadas e um grupo de amigos em volta de uma mesa. Além disso, grande parte das lanchonetes vendem os sanduíches para viagem. Ou seja, é possível fazer uma rodada de hambúrguer em casa ou, se preferir, ainda se aventurar na cozinha para criar suas próprias receitas.

CARNE VERMELHA PEDE VINHO!

Para começar, o hambúrguer nada mais é que um sanduíche protagonizado pela carne vermelha. Logo de cara, penso em vinhos tintos ou, no mínimo, um rosé. O reverastrol e o tanino, presentes no vinho, servem como agentes desengordurantes, tanto para a boca que recebe o alimento gorduroso, quanto para as artérias.

E ao contrário do que muita gente pensa, cerveja não cai bem com hambúrguer, sobretudo sob o ponto de vista digestivo. Acho pesada demais para ser degustada com pratos à base de carnes gordurosas, mas essa é a cultura do nosso país, super-influenciada pelos americanos.

HAMBÚRGUER HARMONIZA COM QUAIS VINHOS?

Aqui a boa pedida são os vinhos que casam bem com carne vermelha, em geral. Aqueles encorpados ou de corpo médio, com taninos bem presentes e que realmente imploram por carne.  Façam o teste e depois me digam qual foi a preferência.

  • Cabernet Sauvignon
  • Tannat
  • Malbec
  • Syrah
  • Touriga Nacional
  • Tempranillo
  • Carmenére
  • Entre outros que sigam essa mesma linha. 

Hamburger

Nesse caso, eu não arriscaria um exemplar com passagem muito longa por carvalho, ao ponto da madeira mascarar o sabor frutado do vinho. Também acho perfeitamente possível combinar esse prato com um bom espumante ou vinho rosé.

PARA SE AVENTURAR NA COZINHA

Essa é para os chefs amadores se arriscarem a preparar o próprio hambúrguer artesanal.

Anote a receitinha:

Ingredientes:

– 5oo g de carne moídacontrafilé, acém ou picanha).

– 1/2 cebola grande bem picadinha, quase moída.

– 2 colheres (chá) rasas de sal

– 1 colher (chá) rasa de pimenta do reino preta moída

Modo de preparo:

  • O ideal é você usar uma frigideira grande e pesada, mas se não tiver, use a sua frigideira normal, do dia-a-dia.
  • Em um recipiente grande o suficiente para você poder mexer todos os ingredientes dentro dele, coloque a carne e os temperos.
  • Com as mãos limpas, mexa tudo muito bem. Espalhe o sal e a pimenta direitinho, para temperar por igual a carne inteira. Procure fazer isso sem esmagar demais a carne, para ela não ficar igual a um purê e resultar num hambúrguer duro.
  • Depois de misturar, lave bem as mãos. Nunca deixe de lavar as mãos depois de manipular uma carne crua ou qualquer coisa que esteja e contato com ela.
  • Aqueça a frigideira. Acenda o fogo, espere um minutinho e coloque um pedaço pequeno da carne, que vai fazer aquele: “tsssssss”. Deixe ele grelhar (não sei o tempo que vai levar porque depende do tamanho do pedacinho que você lascou) e então experimente – só não se esqueça de desligar o fogo, se não for usar a frigideira logo depois.
  • Agora que sua carne está perfeita para virar hambúrguer, já é hora de começar a moldá-los.
  • Seus hambúrgueres podem ser baixinhos ou altões. Os mais altos serão mais difíceis de acertar o ponto de cozimento, porque podem ficar muito mal passados no interior ou secos demais por fora. Recomendo que comece por hambúrgueres mais baixos até “pegar a manha” do cozimento! Só não faça tão baixos quanto os congelados, ok?
  • Hambúrgueres moldados, chegou a hora de aquecer a frigideira.
  • O tempo de cozimento de cada lado varia conforme a altura do hambúrguer, mas a média é de uns 3 minutos de cada lado (para ficar ao ponto para mal passado) e mais 1 minuto (em cada lado) para alcançar cada estágio de cozimento acima: ao pontobem passado. O limite de tempo, seguindo esse cálculo, é de 10 minutos no total. Se passar muito, a carne vai ficar seca.
  • Ah! Para qualquer outro tipo de carne que não seja a bovina, o ponto é sempre o mesmo: bem passado!
  • Uma coisa que deve dar certo com você também: quando a carne solta do fundo da frigideira, é porque já pode ser virada. 
  • Agora, um erro muito cometido: não pode ficar apertando o hambúrguer com a espátula, como os chapeiros costumam fazer. Além de apertar a carne, também faz com que ela perca líquido e grude mais no fundo.
  • Uma coisa legal de fazer para dar um “tcham”, é espalhar um pouco de “sal marinho” sobre a carne antes de servir. Pode ser ainda na frigideira, quando estiver quase pronto. Esse sal é marinho, como todos os outros, mas tem características físicas que fazem com que você sinta uma deliciosa explosão crocante de sabor na sua boca. Deram esse nome para ele, então procure pelo nome dado.

Hora de servir!

Se não quiser montar o hambúrguer com pão e tal, sirva no prato com salada, torrada, batatas assadas, fritas ou como quiser. Deixe a imaginação fluir!

26242878941_e47c96f501

Essa receitinha eu peguei no site Socorro na Cozinha. A Vanessa Nunes, autora do blog, é cozinheira de mão cheia e dá outros detalhes por lá. Eu adoro e vale a pena conhecer.

Então é isso, enoamigos! Celebre o dia 28 em grande estilo com hambúrguer, amigos e a nossa bebida dos deuses.

Até a próxima! Bons Vinhos! Tim-Tim!