Vinho de Gelo (Ice Wine): Como é feito?

Os vinhos de gelo andam na moda. Tratam-se de exemplares doces, que combinam bem com sobremesas. São produzidos em países frios com regiões de intensa altitude, onde as temperaturas são baixíssimas. Nos últimos anos, os enófilos passaram a explorar vinhos curiosos e que saem um pouco do tradicional. O resultado é que os ice wines nunca estiveram tanto em evidência.

75820790_e5df2dfc39_b

PRODUTO ÚNICO = PREÇO ELEVADO

Por serem muito concentrados e com forma de vinificação única, os ice wines  costumam ter os preços elevados. São comumente produzidos com uvas Riesling e Vidalembora tecnicamente seja perfeitamente possível elaborar vinhos de gelo com qualquer casta de uva, inclusive as tintas. Costumam ter notas de mel, feno e um frescor que dificilmente se encontra em outros vinhos de sobremesa.

Os Vinhos de Gelo são, ainda, rotulados como sendo um dos fermentados com a produção mais arriscada, visto que dependem fortemente de um padrão de geada a cada ano. Se não houver gelo e nem tempo frio, toda a safra vai por água abaixo.

COMO O VINHO DE GELO É FEITO?

Grande parte das uvas para vinhos “normais” são colhidas logo que o clima melhora e fica mais suportável. Porém, no caso dos Ice Wines ocorre o oposto.  As uvas são escolhidas a dedo quando as vinhas estão completamente congeladas (normalmente em cerca de -10ºC).  Estas devem ser esmagadas à noite, ainda congeladas. Esse processo resulta numa menor quantidade de vinho, mais concentrada e extra-doce. Com vinhos de gelo, o congelamento acontece antes da fermentação , não depois.

5613531770_a52388ecb9_z
Foto: Marc Van Der Chijs

Os Ice Wines são muito diferentes de outros vinhos de sobremesa, como o Sauternes ou Tokaji. Ao contrário destes, o vinho de gelo não precisa da podridão nobre ou botrytis para ser elaborado. Todos os elementos necessários ao sabor, tais como os sólidos, cascas e açúcares permanecem descongelados e incorporados no suco abaixo do gelo, mantendo, assim, sua doçura. A desvantagem é que se produz uma quantidade muito limitada de vinho a cada safra, porém, esta costuma ser excepcional.

ONDE SÃO PRODUZIDOS?

Já que necessitam de condições de temperatura e padrões específicos para serem produzidos, os vinhos de gelo provêm de lugares muito seletivos. É preciso haver um período regular de gelo a cada ano para garantir uma colheita bem-sucedida. Por isso, Canadá, Áustria, Suíça e Alemanha estão entre as quatro regiões produtoras mais comuns.

Ice_wine_Niagara_Falls_canada
Vinhedo no Canadá

VINHO DE GELO HARMONIZA COM….

Por se tratar de um vinho muito doce, o Ice Wine combina superbem com sobremesas em geral. Mas há quem o harmonize inclusive com pratos principais, sejam eles picantes, salgados ou à base de queijos com sabor marcante. Enfim, acaba sendo uma opção bem versátil! Pegando carona na nossa última postagem, eu arriscaria combiná-lo com pratos de culinária indiana ou thailandesa. Que tal?

6902777018_db7c0a017a_z
Foto: Jocelyn e Cathy

Harmonização Vinho-Comida: Brancos Doces

Você é do tipo que só aprecia vinho branco doce com sobremesas? Pois Vila Vinífera vai te fazer mudar seus conceitos. Acredite: esse tipo de vinho pode  ser um par perfeito para diversos pratos, especialmente os da culinária indiana e asiática.

pad-thai-674089_640
Pad Thai – Prato da Culinária Thailandesa

Essas culturas foram definitivamente conquistadas pelo néctar de Baco (há vinhedos na Índia, Tailândia e Birmânia). Por isso, será cada vez mais comum encontrarmos nas prateleiras vinhos brancos doces oriundos desses lugares . Logo, se você deseja sair na frente e potencializar ainda mais as suas degustações, se liga nessas dicas:

QUANDO FALAMOS EM VINHOS DOCES SIGNIFICA QUE…

Qualquer vinho branco pode ser produzido em estilo doce (trata-se de uma técnica de vinificação e não da casta da uva). No entanto, tradicionalmente algumas cepas são elaboradas dessa forma. São elas:

  • Riesling (já degustei vinho seco de Riesling  e também é ótimo)
  • Gerwüztraminer
  • Muscat Blanc (Moscato)
  • Chenin Blanc
  • Torrontés

*Chenin Blanc, Riesling e Torrontés nem sempre são produzidas em estilo doce. Preste atenção às notas dos produtores. 

Essas variedades de vinhos (com exceção da Chenin Blanc) são denominadas “aromáticas”, devido a suas notas doces e perfumadas. Só a título de informação, existem, ainda, várias tintas aromáticas, incluindo a Schiava,  Brachetto, Red Muscat (Moscato) e Freisa.

panipuri-74974_640
Panipuri – Prato Tradicional da Culinária Indiana

HARMONIZANDO BRANCOS DOCES COM INGREDIENTES CULINÁRIOS

Para descobrir se o vinho combina com determinado prato, se liga nesse teste simples: dê uma boa mordida no alimento e, em seguida, tome um gole de vinho. Se você achar que não ficou estranho e que ainda por cima reforçou o sabor de forma positiva, Eureka! Pode harmonizar que dá certo.

Para combinar os vinhos brancos doces, atente-se para a degustação gustativa. Note componentes como acidez, doçura e intensidade na bebida (se é média ou leve). Em seguida, usando esses atributos, arrisque um casamento com a comida.

wine-360278_640

DICAS DE HARMONIZAÇÃO:

Comida Picante: Quando servidos geladinhos, vinhos brancos doces são pares perfeitos para um prato quente e picante, como os da culinária mexicana, indiana e thailandesa (obviamente, aqueles que não acompanham carne vermelha).

Alimentos Salgados: vinhos brancos doces combinam bem com alimentos salgados, a fim de obter um contraste delicioso do doce com o salgado. Eu testaria com pizza de aliche. Também adoro esse tipo de vinho com queijos azuis, do tipo Gorgonzola ou Roquefort.

Alimentos Amargos: doce é o contrário de amargo e, juntos, podem resultar em uma ótima combinação. Por exemplo,a  Riesling cairia bem com molhos à base de vinagre, por conta de sua elevada acidez. (e eu que pensava que vinagre não cabia com nenhum vinho).

Proteínas Leves: vinhos brancos doces combinam com pratos à base de proteínas leves, sobretudo os de leve/ média intensidade como, por exemplo, o tofu.

Molhos Doces Asiáticos: particularmente, acho que também combinam com o toque agridoce dos  alimentos. Eu arriscaria com alguns pratos da culinária chinesa que tivessem essa pegada mais adocicada.

Nada de Chocolate! Em se tratando de sobremesas, os vinhos brancos doces definitivamente não combinam com o sabor marcante do chocolate. Invista em pratos à base de baunilha, caramelo ou frutas, como o coco.

Aceito outras ideias de harmonização com vinhos brancos doces. Admito se tratar de um desafio e tanto, ainda mais para uma cultura como a nossa. Por isso, alguns exemplos foram de alimentos mais próximos do nosso dia-a-dia.

Abraços e Vinhos! Tim-Tim!

Referência: WineFolly