Notas de Prova: o Frescor do Covela Avesso 2015

Sempre disse por aqui que verão e vinho verde têm tudo a ver. E, sim, justo nessa semana  de muito calor no RJ, calhou de eu receber da WineBrands Brasil um exemplar da casta Avesso, bem típico da região portuguesa dos vinhos verdes.

whatsapp-image-2018-03-06-at-10-20-53-3.jpeg

Logo de cara, fiquei pensando sobre o tipo de comida com a qual eu poderia harmonizar. Me decidi por iguarias da culinária japonesa, sushi e sashimi, para ser mais clara. E, realmente, o Avesso combina bem com comidas frias. Aqui, eu também poderia sugerir uma bela Salada Ceasar. Afinal, trata-se de um vinho fresco e leve, que não combina com nada muito pesado ou substancial.

Mas, e você? Já conhecia esse tipo de uva, Avesso? Então, antes de analisar o vinho, bora aprender um pouquinho sobre a casta em questão.

AVESSO

A casta Avesso é cultivada na região dos Vinhos Verdes. Porém, sua plantação concentra-se próxima da região do Douro, especificamente nas sub-regiões de Baião, Resende e Cinfães. Aí, encontra as condições favoráveis para se desenvolver, uma vez que prefere solos mais secos e menos férteis do que aqueles que habitualmente existem em outras zonas da região dos Vinhos Verdes.

avesso_cacho

Os cachos da casta Avesso são de tamanho médio e os seus bagos são grandes e verde-amarelados. Esta casta origina vinhos aromáticos, bastante saborosos e harmoniosos. As qualidades da casta Avesso são verdadeiramente apreciadas quando as condições de maturação permitem elaborar vinhos com, pelo menos, 11% de álcool (Confesso que fiquei surpresa com o Covela, pois este conta com 12,5%, um pouco mais do que a maioria dos vinhos verdes).

NOTAS DE PROVA: COVELA AVESSO 2015

Se você nunca experimentou um vinho de Avesso, o Covela pode ser uma ótima referência. Tudo porque, além da boa tipicidade,  é elaborado da forma mais natural possível, sem a utilização de aditivos químicos. Trata-se de um branco elegante e bem-equilibrado.

Visual: Amarelo-palha claro, com um brilho que denota toda a sua acidez.

Olfativo: o Covela tem uma certa mineralidade que logo me chamou a atenção, ao passo que suas notas cítricas e florais formam um conjunto muito interessante. É o tipo de vinho para saborear sem pressa, apreciando todas as nuances. 

Gustativo: em boca é seco e bem-equilibrado, sendo que as notas olfativas também se confirmam no paladar. 

classificação4
De forma bem objetiva eu daria 4 tacinhas para ele!

Galera do vinho, adorei esse 100% Avesso. Até porque a maioria dos vinhos verdes que costumo degustar é de corte, ou seja, uma mistura de várias castas da região.

Gostou do vinho? Você encontra ele aqui, no site da WineBrandsBr!

Até a próxima! Ótimos vinhos! Tim-Tim!

 

 

2 comentários em “Notas de Prova: o Frescor do Covela Avesso 2015

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s